Nesta semana, começou a circular o vídeo de um condor aparentemente abraçando um homem. A maioria dos compartilhamentos falava que a ave havia sido salva da morte há alguns anos e mostrava o afeto pelo seu herói dessa maneira. A verdade, felizmente, é um pouco menos cruel.

Em março deste ano, a ave apareceu mancando na fazenda de Edgardo Dellagaspera, localizada em Loncopué, na Patagônia argentina. A região é o habitat natural dos condores, por isso eles são bastante vistos por lá, tanto que Dellagaspera já havia resgatado outros 4 animais nos últimos 3 anos. Curiosamente, a sua fazenda se chama El Condor!

Condorito, como a ave foi chamada, apareceu com um ferimento na pata e aparentemente perdido de seus pais. Autoridades veterinárias estimaram que ele tenha nascido em outubro do ano passado e tenha machucado a pata ao cair do ninho. Dellagaspera resolveu adotar a ave, ensinando-a a comer carne em decomposição, igual ao que os condores fazem na vida selvagem.

Edgardo Dellagaspera já resgatou outros condores em sua fazenda

Agora, felizmente, Condorito já reaprendeu a voar e fica alguns dias fora na natureza. Porém, ele sempre retorna à fazenda de seu salvador, nem que seja para dar um “oizinho”. O vídeo que viralizou foi gravado em março, pouco depois que a ave apareceu na fazenda. Nessa época, Condorito sempre corria para os colos de Dellagaspera quando era chamado.

Com o sucesso do vídeo, o zoológico Ecopark, de Bueno Aires, entrou em contato para hospedar o condor em definitivo, mas Dellagaspera não concorda com isso. Para ele, a ave deve viver livre e ele nem se considera tão herói assim. “As pessoas exageram a história. O condor não foi curado de uma lesão grave, mas sim de uma lesão pequena”, explica.

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!