Todo mundo conhece um método “infalível” para curar os soluços, como levar um susto, prender a respiração, beber água de cabeça para baixo e comer algo doce. Pois não é só aqui no Brasil que as pessoas têm receitas para pôr um fim nos espasmos! Segundo Sonya Vatomsky, do site Mental_Floss, existem jeitos pra lá de malucos para lidar com os soluços pelo globo — e registros históricos de fórmulas bem bizarras também — e você pode conferir (e se divertir com) cinco deles a seguir:

1 – Mentalizar algo bizarro

Em algumas partes da Irlanda, um dos métodos favoritos para curar os soluços consiste em imaginar uma vaca pastando. Contudo, não se trata de mentalizar uma vaca normal em um pasto verdinho, mas sim uma verde sobre um campo azul. Como uma visão dessas faz com que os espasmos parem é um mistério, mas os irlandeses garantem que funciona.

2 – Dar uma de adivinho

Na Rússia, quando uma pessoa começa a soluçar, é sinal de quem alguém está sentindo falta dela. Então, para curar os espasmos, o sujeito deve falar o nome de todo mundo que ele conhece até que os soluços parem — e com isso, ele, de quebra, descobre quem é que está com saudades dele. Na Hungria, existe um método semelhante, mas, por lá, os espasmos significam que alguém está fazendo fofoca a seu respeito!

3 – Colocar algo molhado na testa

Nas Filipinas, o tratamento para frear os soluços consiste em cortar um quadrado de papel-toalha, molhá-lo e colocá-lo na testa. O papel-toalha acabou? Nesse caso, basta usar um pedaço de linha e ensopar o fio com cuspe — sim... cuspe — e grudá-lo na testa. Ficou com nojinho? Em alguns lugares da América Latina, a coisa é mais específica: a linha deve ser vermelha e pode ser reutilizada em crises subsequentes!

4 – Tomar água “metalizada”

Um dos métodos usados na Noruega consiste em tomar três goles de um copo contendo água e a lâmina de uma faca mergulhada em seu interior e prender a respiração. Acha que pode ser um pouco perigoso? Você pode tentar o método finlandês, que consiste em usar uma colher no lugar da faca e inclui misturar um pouco de açúcar na água, mas dispensa a parte de não respirar.

5 – Ser questionado

No Japão, uma das fórmulas usadas para curar os soluços é fazer perguntas inesperadas à pessoa sofrendo a crise. Segundo os japoneses, fazer um questionamento de maneira repentina pode ter um efeito mais eficiente do que tentar assustar o seu amigo para frear os espasmos.

Mas, digamos que não tenha ninguém por perto para disparar uma pergunta... Outra técnica nipônica consiste em dizer a palavra daizu (que significa grãos de soja). Seja qual for o método escolhido, em terras japonesas ele deve ser colocado em prática assim que os espasmos começarem, já que por lá existe a crença de que soluçar 100 vezes consecutivas significa que a pessoa vai morrer!

Bônus

A língua inglesa mudou bastante ao longo dos séculos, tanto que, para você ter uma ideia, em vez de hiccup — palavra em uso atualmente e que significa soluço em inglês —, o vocábulo anglo-saxônico era ælfsogoða, cuja tradução literal é “soluço de elfo”. Mas não pense que os antigos ingleses se referiam a criaturas fantásticas como as que habitam a Terra Média, de Tolkien. Não... Para eles, os elfos eram seres demoníacos e super do mal, o que significa que quem sofresse de soluço tinha que passar por uma espécie de miniexorcismo.

Um dos métodos utilizados no século 10 consistia em preparar um unguento feito com uma variedade de ervas, desenhar um par de cruzes na testa e recitar um verso bíblico em latim. Mas, e se o “soluçante” não soubesse latim? Nesse caso, a pessoa tinha cuspir no dedo indicador direito, fazer uma cruz diante do sapato esquerdo e fazer uma prece de trás para frente.

E já que estamos falando de métodos do passado, no século 16, os escoceses paravam os soluços segurando o queixo com a mão direita enquanto cantavam um hino religioso. Já os vikings lidavam com a situação segurando a própria língua com um lenço e contando até 100 mentalmente.

E você, caro leitor, conhece mais alguma receita curiosa para curar soluços para compartilhar com a gente? Não deixe de descrever a técnica nos comentários!

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.