A história de um casal que afirma não sentir necessidade de comer nem de tomar água está causando muito burburinho em todo o mundo. Akari Ricardo e Camila Castello, que está grávida, acreditam que seres humanos podem viver do que chamam de “energia do Universo”.

Ricardo e Castello, que já têm dois filhos, um menino de 5 anos e uma menina de 2, contam que comem extremamente pouco há 9 anos, por acreditarem que comida é algo desnecessário. Eles se encaixam entre as pessoas que se consideram “respiradores”, desde 2008, e seguem a ideia de que podemos sobreviver apenas com a energia do Universo.

O casal não fica sempre sem comer nada, mas os dois afirmam que se alimentam de um pedaço de fruta ou de alguma porção de vegetal em média três vezes por semana, apenas. Castello conta que mantém sua dieta inclusive durante a gestação.

Qualidade de vida

De acordo com o casal, a dieta dos respiradores melhorou a qualidade de vida e a saúde dos dois, inclusive em termos emocionais. Como não gastam dinheiro com comida, eles afirmam que podem viajar muito mais também, assim como dedicar mais tempo a suas paixões.

“Seres humanos podem facilmente ficar sem comida – contanto que estejam conectados com a energia que existe em todas as coisas e através da respiração. Por 3 anos, Akahi e eu não comemos nada e agora nós apenas comemos ocasionalmente como quando estamos em um evento social ou se eu simplesmente quero saborear uma fruta”, disse Castello.

A jovem de 34 anos afirmou, em declaração publicada no Irish Mirror, que não comeu absolutamente nada durante sua primeira gestação, e que seus exames de sangue eram impecáveis: “e eu dei à luz um menino saudável”, completou.

Nutrição cósmica

Ela disse que, quando era mais jovem, tinha variações de peso e que agora, mesmo depois das gestações, seu corpo está sempre em equilíbrio de tal forma que ela nem mesmo sente os sintomas da TPM.

Para Akahi, a dieta é uma ótima forma de economizar dinheiro. Ele explica que existe uma sensação de liberdade também, quando a pessoa percebe que não depende de comida: “Obviamente, nossos custos de vida são bem menores do que os da maioria das famílias, e isso nos permitiu gastar nosso dinheiro em coisas que realmente importam, como viajar e explorar o mundo juntos”, explicou.

Ele, que dá aulas sobre seu estilo de vida, diz que qualquer pessoa pode passar a viver sem comer e sentir os benefícios disso: “Não se trata de nunca comer comida de novo, mas sim de entender a nutrição cósmica, não apenas a nutrição física, e viver sem limitações”.

História

Os dois, que se conheceram em 2005 e se casaram em 2008, ficaram sabendo desse conceito de viver da energia do Universo durante uma viagem pela América do Sul em 2008. Eles já eram vegetarianos e, aos poucos, adotaram um estilo de vida vegan e, depois, passaram a comer apenas frutas.

Com o passar do tempo, os dois ficaram 21 dias sem comer nada, experimentando o processo do respiratismo. Nos primeiros sete dias, os iniciantes não devem consumir nada, exceto ar – depois, é permitido tomar um pouco de água e suco.

De acordo com Akahi, foi esse período que fez com que o casal passasse a adotar o estilo de vida definitivamente: “Eu costumava comer muito, mas eu não sinto fome desde esse processo em 2008”, garantiu ele.

Adaptação e filhos

Os dois dizem que nos primeiros três anos não comeram absolutamente nada e passaram a consumir algumas frutas ocasionalmente para ter experiências a compartilhar com os filhos. Castello, que afirma ter comido apenas cinco vezes durante a primeira gestação e apenas em eventos sociais, disse que seu filho seria nutrido com seu amor, e que isso seria suficiente para que o feto se desenvolvesse com saúde em seu útero.

Os dois não impõem a prática aos filhos, mas explicam que as crianças entendem que os pais não comem: “nós nunca tentaríamos mudá-los e permitimos que eles comam o que querem – quer seja sucos, vegetais, pizza ou sorvete. Nós queremos que eles explorem gostos diferentes e tenham uma relação saudável com a comida”, afirma ela.

***

Ainda que essas pessoas afirmem que vivem sem comida, não se pode ter certeza disso, e é fundamental levar em consideração que a recomendação de todos os órgãos de saúde é de que as pessoas mantenham dietas equilibradas, consumindo pelo menos cinco porções de frutas e vegetais diversos diariamente.

Para mulheres grávidas, a recomendação de uma dieta saudável é ainda mais forte, assim como o consumo de pelo menos 2 litros de água por dia. Se você pensa em fazer alguma alteração na sua dieta, não deixe de consultar um médico endocrinologista e um nutricionista.

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!