Nem sempre usamos nomes técnicos quando falamos a respeito das partes do nosso corpo ou das nossas funções biológicas – até mesmo porque seria meio pedante, convenhamos. Ainda assim, só por curiosidade, é interessante conhecer certas nomenclaturas pouco usuais. O Mental Floss reuniu algumas que você talvez desconheça, mas que são também uma maneira de representar alguns trabalhos que o corpo humano realiza frequentemente. Confira:

1 – Borborigmo

Esse é o nome dado ao barulho feito pelo estômago e pelo intestino. Aquele som de ronquidão, que deixa muita gente com vergonha por aí, é produzido pelas contrações musculares desses dois órgãos, que, como você sabe, trabalham sem descanso, mesmo quando você não comeu nada. O borborigmo nada mais é do que o resultado sonoro dos nossos movimentos peristálticos.

2 – Chachinar

Quando você estiver assistindo a algum filme muito engraçado ou ouvindo uma piada divertida, você possivelmente vai chachinar. Esse verbo pouquíssimo usado representa o som das nossas gargalhadas.

Bônus: uma pesquisa feita em 2013 descobriu que apenas 20% das vezes nas quais damos risada estamos rindo de algo realmente engraçado. No restante das vezes, rimos para concordar, demonstrar afeto, nostalgia ou para sinalizar algo positivo.

3 – Deglutição

Essa você provavelmente já conhece, mas não custa lembrar: deglutir é o mesmo que engolir, ainda que quase ninguém use a palavra com frequência.

4 – Sudorese

No verão, a sudorese aumenta, e a prova disso são as famosas “pizzas” embaixo das axilas. Eca! Sudorese é, portanto, o ato de suar, transpirar em excesso.

5 – Eructação

Depois de comer ou de consumir bebidas gaseificadas, é comum que nossa boca produza o ruído constrangedor da eructação, que nada mais é do que soltar os gases estomacais pela boca. No bom português, eructação é o barulho causado pelo arroto.

6 – Flato

Essa é fácil de deduzir, mas também não é utilizada com frequência. Se eructação é o barulho produzido pelos gases que saem pela boca, flato é o som dos gases que saem pelo orifício mais abaixo. É sinônimo de flatulência.

7 – Horripilação

Quando você fica emocionado, assustado, impressionado ou excitado, os pelos do seu corpo se levantam e você fica arrepiado. Esse mecanismo de resposta é conhecido também como horripilação, sabia?

8 – Nictação

A palavra tem origem latina e se refere àquilo que se inclina ou se dobra em conjunto. Piscar é justamente a movimentação conjunta das pálpebras, e, caso você não saiba, isso pode ser chamado também de nictação. Eis uma tarefa que seu corpo faz inúmeras vezes por dia.

9 – Pandiculação

Logo depois de acordar ou talvez após passar um longo período em uma mesma posição, é normal que você tenha a necessidade de esticar todos os músculos do seu corpo, de se espreguiçar. Ainda que não exista palavra tão boa para definir esse ato, pandiculação é um termo mais científico para a delícia do espreguiçamento.

10 – Rinorreia

Ficar muito tempo em um ambiente com ar-condicionado ou enfrentar mudanças climáticas pode provocar rinorreia, que nada mais é do que o termo usado para se referir ao corrimento nasal, que é quando seu nariz está “escorrendo”.

11 – Singulto

O problema do singulto é que ele sempre chega nas horas mais inapropriadas, podendo atrapalhar a sua vida por um bom tempo. Não adianta tomar litros de água sem respirar ou ficar prendendo a respiração até não conseguir mais: quando o singulto chega, o negócio é ter paciência. E aí, já descobriu do que estamos falando? Exatamente: singulto é soluço!

12 – Esternutação

Assim como o singulto, a esternutação chega sem avisar, mas, pelo menos, na maioria dos casos, é uma coisa rápida, sem maiores problemas. Quando a esternutação chegar, nada de prendê-la dentro de si – faz mal à saúde e pode romper vasos sanguíneos, que é uma coisa que possivelmente você não quer que aconteça. Isso mesmo: esternutação é espirro.

***

E aí, você já conhecia alguma dessas palavras? Acha que elas poderiam ser incluídas em nosso vocabulário cotidiano ou ficaria estranho?