Está pensando em fazer uma viagem pela Europa? Então, se você tiver sangue frio, não deixe de visitar os lugares abaixo e sentir um pouquinho de medo. Com uma história milenar, o Velho Continente guarda muitas coisas pra lá de sinistras!

Aqui no Mega Curioso nós adoramos esse tipo de turismo sinistro. Já indicamos 6 dos lugares mais assustadores de todo o mundo, além de 13 lugares com histórias macabras! Também indicamos algumas casas mal-assombradas e até mesmo destinos brasileiros considerados aterrorizantes! Se você gosta desse tipo de assunto, então não pode deixar de conferir esta nova seleção com 5 lugares arrepiantes para passar suas férias!

1. As Catacumbas dos Capuchinhos de Palermo

Na cidade italiana de Palermo, capital da ilha de Sicília, você pode visitar um lugar macabro e cheio de história: as Catabumbas dos Freis Capuchinhos. Inicialmente destinado aos padres que chegaram à região em 1534, o espaço acabou se transformando no local do descanso eterno de várias pessoas da elite siciliana. Com isso, cerca de 8 mil corpos estão nesse cemitério diferente e, atualmente, mais de mil múmias estão expostas ao público!

As pessoas acreditavam que preservar os corpos era uma espécie de continuar a vida. Tanto que os embalsamados recebiam constantemente a visita de parentes para “conversas”, almoços, “aconselhamentos” e desabafos. A prática de mumificação no convento durou até o século XX. É nessas catacumbas que fica o corpo de Rosalia – uma menina de dois anos, vítima de pneumonia em 1920, que é considerada a múmia mais bonita do mundo.

Paredes são cobertas de corpos

A pequena Rosalia em foto de 1982, ou seja, 62 anos depois de falecer

2. A Igreja dos Fantasmas

A Igreja de São Jorge, na cidade de Lukova (República Tcheca), foi construída em 1352. Porém, a partir de 1968, ela entrou em desuso, já que parte do telhado caiu durante um funeral. Na tentativa de reativar o turismo da região, o artista plástico Jakub Hadrava colocou cerca de 35 estátuas de fantasmas para ocuparem os bancos da igreja.

As imagens representam os sudetos – alemães que viviam na região de Lukova – que morreram na Segunda Guerra Mundial. Para dar um ar ainda mais assustador, algumas das estátuas feitas de gesso possuem até uma iluminação interna! A ideia de Hadrava funcionou, e o turismo cresceu no templo religioso. Tanto que as obras de restauração da igreja secular já puderam ser iniciadas.

Imagens representam mortos na Segunda Guerra Mundial

Esculturas ajudaram o turismo da cidade e a reconstrução da igreja

3. Os crânios pintados

Quem visita Hallstatt, na Áustria, precisa conhecer o ossário da Igreja de São Miguel. Construído no século 12 em um íngreme penhasco, o templo tem um pequeno espaço para o cemitério, que, coincidentemente, é o local de melhor vista da cidade. Por ser um lugar minúsculo, a lotação atinge o seu máximo de tempos em tempos.

Por isso, a comunidade resolveu adotar uma técnica diferente de homenagear os mortos: a cada dez ou quinze anos, os corpos são exumados e os ossos retirados. Nos crânios são pintadas informações, como o nome da pessoa e datas de nascimento e falecimento. Alguns também incluem com quem a pessoa se casou.

Isso tem sido um prato-cheio para historiadores e geneticistas, já que é possível traçar longas árvores genealógicas com precisão de detalhes. Os crânios também trazem desenhos como folhas, rosas e cruzes, em uma espécie de arte mórbida bastante apreciada pelos turistas. Atualmente, cerca de 700 crânios estão expostos no ossário da igreja.

Crânios trazem diversos desenhos e informações sobre quem eram as pessoas

Mais de 700 crânios estão no local

4. A Floresta Hoia-Baciu

A Romênia já é famosa mundialmente pela lenda do Conde Drácula, mas não é apenas o vampiro empalador que imprime medo nesse país europeu. A Floresta Hoia-Baciu fica no arredores da cidade de Cluj-Napoca e também é conhecida como o “Triângulo das Bermudas da Romênia” – então já dá pra imaginar o que rola por lá, não é?

Intensas atividades paranormais, como gritos assustadores, avistamento de OVNIs e fotografias de fantasmas transformaram o lugar em um dos mais assustadores do Antigo Continente. Tanto que a floresta agora é um reduto de pesquisadores no melhor estilo “Arquivo X” e de praticantes de Wicca ou ioga.

O lugar é tão bizarro que algumas pessoas que entraram lá saíram com queimaduras e arranhões inexplicáveis na pele, sem contar as dores de cabeça e as náuseas. Hoia-Baciu reúne tantas histórias estranhas que tem sido chamada, inclusive, de Porta do Inferno! Você arriscaria acampar por lá?

Lugar é conhecido com o Triângulo das Bermudas da Romênia

Luzes estranhas já foram registradas sobre a floresta

5. A Colina das Cruzes

Em 1831, após uma revolta contra um czar russo, parentes de rebeldes mortos resolveram homenageá-los depositando cruzes em uma colina na Lituânia. Essas pessoas escolheram esse lugar pela falta dos corpos para poder fazer um enterro digno. Por conta disso, se tornou sagrado e rota de peregrinos do mundo todo que querem pedir alguma graça.

Depois de enfrentar a Igreja Ortodoxa Russa, a Colina das Cruzes também acabou se tornando um símbolo contra o regime comunista quando a União Soviética voltou a comandar a região. Em 1993, o papa João Paulo II foi até lá, fazendo com que aumentasse ainda mais a carga mística do lugar. Atualmente, estima-se que existam mais de 200 mil cruzes, com diferentes tamanhos e formatos.

Estima-se que existam 200 mil cruzes na colina

Papa João Paulo II visitou a Colina das Cruzes em 1993

***

Você já visitou algum desses lugares? Caso sim, qual deles? Qual foi sua experiência? Se nunca foi, qual parece ser mais interessante?

*Publicado em 09/11/2015

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!