Se você fizer o exercício de acompanhar comentários em publicações ou matérias sobre feminismo, partidos políticos, mudanças climáticas e outros temas que vivem em voga, vai perceber que tem muita gente por aí trocando todo tipo de ofensa simplesmente por pensar de maneira diferente de outra pessoa – é triste, se analisarmos a questão a fundo, mas é verdade.

Em uma campanha chamada “Worlds Apart” (“Mundos separados”), a Heineken abordou exatamente essa questão e nos mostrou, de uma forma didática e criativa, que nossas diferenças não impedem que criemos laços de empatia e, inclusive, de amizade.

Basicamente, o experimento reuniu pares de pessoas com posicionamentos opostos sobre feminismo, transexualidade, mudanças climáticas e posicionamentos políticos.

Todo mundo junto

Antes de conhecer a outra pessoa com a qual participaria do vídeo, cada um falou sobre seus posicionamentos e, depois, já em pares formados, a dupla montou junta um móvel que serviu como um balcão de bar.

Durante a montagem do balcão, os participantes foram conversando e respondendo a questões pessoais, criando uma relação de proximidade e de empatia. Ao final da montagem do móvel, cada uma sentou ao lado do balcão para a ação principal: ver o vídeo da pessoa com a qual trabalhou e perceber que as opiniões diferentes não impedia o diálogo – inclusive, alguns participantes com posicionamentos preconceituosos entenderam que poderiam mudar de perspectiva.

Ainda que não tenha havido muita discussão após a revelação dos posicionamentos de cada participante, é bacana perceber o resultado do experimento, que facilmente nos remete a algum exemplo próximo de alguma maneira. No final das contas, é preciso mesmo tanta briga e tanto extremismo ou somos capazes de dialogar e de conviver com o diferente? O que você acha?

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.