A gente aqui do Mega adora uma teoria da conspiração, principalmente se envolver algo sobre alienígenas. Por isso, ao sabermos de uma nova pirâmide escondida sob o gelo da Antártida, fomos atrás para descobrir o que já se conhecia sobre isso. Ela foi descoberta com a ajuda do Google Earth, então já dá para saber onde vamos parar, não acham? Sim, é só uma montanha.

De fato, a estrutura tem um formato piramidal e parece estar apenas com ponta para fora do gelo. Isso fez os teóricos da internet criarem teorias absurdas: seria o vestígio de uma antiga civilização no continente gelado? Ou será que os homenzinhos verdes estariam por trás de sua construção?

Nada disso! O princípio lógico da Navalha de Occam determina que a explicação mais simples possível é sempre o caminho mais acertado a se seguir. Por isso, vamos continuar procurando ETs fora da Terra, porque aparentemente foi só mais um alarme falso. “Muitas montanhas se parecem com pirâmides, mas normalmente apenas com um ou dois lados mais delineados”, explica Eric Irvine, professor de Ciência da Universidade da Califórnia, nos EUA.

Não foi desta vez: montanha piramidal é só uma montanha mesmo

Erosão

Irvine também ressalta que montanhas piramidais com quatro lados se assemelhando ao formato geométrico são bastante raras, mas podem acontecer naturalmente. A tal montanha na Antártida não possui um nome e faz parte dos Montes Ellsworth, que foram descobertos em 1935!

Ela é uma montanha baixa, com estimados 1.265 metro de altura. Seu formato de pirâmide deve ser resultado do constante congelamento e descongelamento, que provocaram erosões ao longo das eras. A região, entretanto, é bastante rica em fósseis, alguns deles datando 500 milhões de anos atrás!

Durante o dia, a neve e a água derretem e entram nas fendas da montanha. Quando cai a noite, a temperatura despenca e congela essas águas, que se dilatam e podem criar rachaduras na rocha. Ao longo do tempo, essas rachaduras podem fazer com que pedaços enormes da montanha se “descolem” do resto da estrutura, dando uma aparência mais plana à sua face.

O pico Matterhorn, nos Alpes Suíços, possui formato e formação semelhantes à montanha da Antártida