Eis o tipo de acidente capaz de produzir empatia mesmo no mais indiferente dos homens. Wu Hsing, de 40 anos, demonstrava suas habilidades como equilibrista aos companheiros em uma construção civil na cidade de Zhangzhou, no sudoeste da China, quando escorregou e despencou por aproximadamente dois metros — unicamente para encontrar uma haste de metal de tamanho análogo, a qual perfurou sua genitália.

De acordo com outros trabalhadores, ele tentava saltar de uma viga para outra quando escorregou e caiu. “Ele estava mostrando suas habilidades de equilíbrio, e estava indo muito bem, quando acabou pisando em falso e escorregando”, disse um companheiro de construção de Hsing, Cheng Ni, em entrevista ao site People’s Daily Online.

“Quando chegou ao chão, ele soltou um ganido de dor, e eu tive a impressão que a haste Haia entrado em seu corpo”, lembra Ni. “E, veja só, o que ocorreu já foi ruim o suficiente.” O colega de trabalho conta que, ao descer, encontrou Hsing sentado no chão com uma “enorme peça de metal” saindo de dentro de suas calças. “Havia muito sangue, e ele estava bastante pálido”, disse Ni.

Recuperação total é incerta

Com a chegada da ambulância, os médicos cortaram rapidamente as partes superior e posterior da haste, deixando apenas a porção que estava no corpo de Hsing para os cirurgiões. Conforme disse um representante do hospital ao site People’s Daily Online, “foi uma operação bastante complicada, já que a barra de metal causou um enorme dano à região genital.”

Ainda de acordo com o representante, a preocupação era a de não complicar a situação do trabalhador. “Nós precisamos nos assegurar de que não tornaríamos a situação ainda pior.”

Não obstante, a recuperação completa de Hsing ainda é incerta. “É cedo demais para dizer se ele conseguirá recuperar plenamente os seus órgãos reprodutivos mas, a princípio, é preciso considerar que ele foi incrivelmente sortudo pelo fato de a haste ter penetrado apenas ali, sem atravessar o seu corpo ou perfurar o seu pescoço”, disse o hospital, acrescentando que a peça era “longa o suficiente para atravessar seu corpo e sair pela sua cabeça.”

Wu Hsing encontra-se atualmente em recuperação no hospital.