O fotógrafo e ex-militar Aaron Ansarov resolveu dedicar o seu tempo para registrar as caravelas-portuguesas

Fascinado pela vida marinha, ele faz os registros dos animais vivos em uma mesa caseira e, logo em seguida, os libera de volta no lugar onde foram encontrados

Depois, cada imagem recebe o mínimo de manipulação, como pequenos ajustes no contraste e na vivacidade das cores

O resultado é impressionante e extremamente bonito

Curiosamente, a caravela-portuguesa (Physalia physalis) não é um único organismo, mas sim uma colônia de pequenos indivíduos chamados de zooides

Seus tentáculos estão repletos de células urticantes e podem causar queimaduras de até terceiro grau