Os pandas gigantes são os novos preguiçosos do mundo animal, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira que descobriu que os ursos são tão vagarosos quanto as preguiças. Pesquisadores na China rastrearam cinco pandas em cativeiro e três mais selvagens para o estudo publicado na revista Science.

Eles descobriram que os pandas são muito menos ativos do que os outros ursos, e pouparam 38% a mais da energia diária que a média dos outros animais do mesmo tamanho. "Os gastos de energia diário dos pandas são substancialmente mais baixos do que o de coalas, por exemplo, e mais parecidos com os do bicho-preguiça", explicou o estudo. Também se verificou que cérebro, fígado e rins dos pandas são menores do que nos outros ursos.

Seus níveis de hormônio da tireoide "são apenas uma fração do registrado normalmente entre os mamíferos - comparável aos níveis hormonais de um urso preto hibernando", acrescentou o estudo, que identificou uma variação genética nos pandas que corresponde ao que é visto em humanos com tireoides sub-ativas. Os hormônios tireoidianos são importantes para a regulação do peso corporal e da energia, e baixos níveis podem levar à lentidão.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado que os estômagos dos pandas não são bem adaptados para a sua dieta de bambu. Mas em conjunto, os pequenos órgãos, as adaptações genéticas e a atitude pacata dos ursos lhes permitem sobreviver do bambu, concluiu o estudo. o habitat natural dos pandas são as regiões montanhosas do sudoeste da China. O país tem cerca de 1.600 pandas vivendo na natureza selvagem e 300 em cativeiro.

MiamiEstados Unidos 

Via Em Resumo.