Você já deve ter ouvido falar a respeito da fossa das Marianas, certo? Localizada no Pacífico, próximo das Ilhas Marianas, a fossa é o ponto mais profundo do oceano, alcançando nada menos do que 11.034 metros de profundidade. Sendo assim, se os mares são os locais mais inexplorados da Terra — afinal, nós temos mais informações a respeito de Marte do que fundo do nosso próprio oceano —, imagine os segredos que a fossa não deve guardar!

Pois um time do NOAA — National Oceanic and Atmomespheric Administration —, o órgão governamental dos EUA responsável por lidar com assuntos relacionados com clima, meteorologia, atmosfera e, evidentemente, oceanos, está conduzindo uma série der estudos na fossa das Marianas e descobriu uma água-viva bem peculiar por lá. Confira no vídeo a seguir:

Jeitão alienígena

As imagens que você acabou de ver acima foram registradas nas imediações da fossa das Marianas por meio de um veículo operado remotamente chamado Deep Discoverer — que está a serviço dos pesquisadores a bordo da embarcação exploradora Okeanos do NOAA.

Água-viva inédita

A misteriosa água-viva foi descoberta a cerca de 3,7 quilômetros de profundidade e, embora esse animal jamais tenha sido visto anteriormente, segundos os cientistas, ele provavelmente pertence à ordem Crossota. Conforme explicaram, a água-viva com jeitão de nave alienígena aparentemente tinha os tentáculos estendidos e mantinha o corpo imóvel para capturar presas desavisadas.

Os pesquisadores também explicaram que o animal possui dois tipos de tentáculos — mais curtos e mais longos — e que as esferas amarelas que podem ser vistas no interior da água-viva possivelmente sejam suas gônadas. Além disso, observe que existem espécies de tubos com coloração vermelho vivo ao longo de seu corpo transparente, e os cientistas acreditam que possa fazer parte de seu sistema digestivo.

Desbravando as profundezas

A água-viva ainda não foi “batizada” cientificamente e está longe de ser a única criatura inusitada — e previamente desconhecida — a ser descoberta pelos pesquisadores a bordo do Okeanos. Em fevereiro deste ano, os cientistas encontram um polvinho pra lá de fofo a pouco mais de 4 mil metros de profundidade a nordeste do arquipélago havaiano, e o bichinho (que por sinal fez o maior sucesso na internet!) foi batizado de Gasparzinho.

Bonitinho, né?

A descoberta da água-viva aconteceu na primeira semana de uma missão exploratória que deve durar até o início de julho, então existem grandes possibilidades de o time encontrar muitos outros animais desconhecidos que vivem nas imediações da fossa das Marianas.

***

Você gostaria de explorar a fossa das Marianas? Comente no Fórum do Mega Curioso