Um grupo de arqueólogos acaba de revelar uma rara descoberta: um sarcófago de 3.600 anos com uma múmia em ótimo estado de preservação foi encontrado no Egito. O anúncio foi feito por Mohammed Ibrahim, ministro das antiguidades do país, na última quinta-feira (13).

Acredita-se que o sarcófago, descoberto na antiga cidade de Luxor por uma equipe de pesquisadores espanhóis que trabalhou com a ajuda das autoridades egípcias, date de 1.600 anos antes de Cristo. Isso colocaria o achado no período da 17ª dinastia da era faraônica.

Fonte da imagem: Reprodução/Yahoo! News

Curiosamente, o sarcófago de 1,80 metro de comprimento é feito de madeira e foi totalmente decorado com hieróglifos e delicados desenhos de penas, revelou o ministro. As fotos divulgadas pela mídia internacional também nos mostram que as cores do artefato seguem preservadas até hoje.

A riqueza de detalhes e ornamentos do sarcófago levou os cientistas a supor que a múmia encontrada deva ser um oficial de alta patente, mas os pesquisadores ainda tentarão determinar a verdadeira identidade do corpo.

Outras tumbas ao redor do terreno foram saqueadas ao longo dos anos; os especialistas acreditam que esse sarcófago se manteve intacto porque a passagem até ele estava bloqueada por uma rocha. As escavações começaram no mês passado na região, e a última descoberta desse tipo havia sido outro sarcófago de madeira encontrado há 13 anos.