Quem é o dono do direito autoral de uma selfie? Se você acha que é o autor do clique, então você vai concordar com a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) que o macaco da espécie Macaca nigra é o responsável legal pela foto tirada de si mesmo em Sulawese, na Indonésia, em 2011.

Porém, o fotógrafo David Slater nunca concordou com esse fato: sendo o dono da máquina, ele entrou em uma disputa legal pela autoria da imagem que já dura 6 anos e o levou praticamente à falência! Na última quarta-feira (12), Slater deixou de comparecer a uma audiência judicial por não ter dinheiro para comprar as passagens, de acordo com o The Guardian.

Slater começou a batalha pelos direitos depois que a foto foi publicada na Wikipedia sem a sua autorização. De lá para cá, a PETA entrou na jogada representando o macaco e tentando tomar para si os direitos da imagem, como forma de reverter os lucros para entidades que protegem essa espécie.

A selfie da discórdia

Os juízes, entretanto, não concordaram com a ideia de que o macaco sorridente poderia ser o dono da imagem, mas a PETA recorreu. A ONG alega que o animal sabia, sim, o que estava fazendo ao efetuar o clique, arrastando o processo por muito mais tempo que ele merecia. Slater, nesse interim todo, acabou praticamente falido, mesmo explicando que ele passou três dias na floresta ganhando a confiança dos macacos para, enfim, conseguir a selfie da discórdia.

Tem gente que acredita que a PETA só está fazendo isso para se autopromover, afinal, para ele não sobrará nada dos direitos legais da imagem – se o macaco ganhar, os direitos serão revertidos para entidades de proteção e se o fotógrafo ganhar, talvez ele consiga sair do buraco. E você, caro leitor, acha que quem merece levar a melhor nessa disputa?

David Slater precisou conquistar a confiança dos macacos antes do registro que mudou a sua vida