O Muro de Berlim, conforme já contamos aqui no Mega Curioso, teve a sua construção iniciada no início da madrugada do dia 13 de agosto de 1961 — e, além de dividir a capital alemã em duas, essa barreira se transformou em um dos principais símbolos das tensões que dividiram o mundo entre socialistas e capitalistas durante décadas.

A criação do muro pode ter sido iniciada aparentemente às pressas em uma noite de verão, mas sua construção durou vários anos e, ademais dos 40 quilômetros que serviam para dividir a parte oriental de Berlim da ocidental, a extensão total da fortificação passava de 150 quilômetros.

Então, em 1989, ou seja, 28 anos após o início de sua construção, com o colapso da União Soviética e o fim da Guerra Fria, o Muro de Berlim foi derrubado — e apenas alguns trechos foram mantidos para servir de memorial das polaridades e dificuldades vividas. No entanto, de acordo com Brigit Katz, do site Smithsonian.com, um historiador amador descobriu um remanescente do muro que não foi demolido e sobreviveu esquecido durante as últimas mais de três décadas.

Relíquia histórica

Segundo Brigit, o homem se chama Christian Bormann e ele sabe da existência desse trecho esquecido do Muro de Berlim desde 1999. No entanto, só agora ele decidiu comunicar as autoridades sobre a descoberta desse pedacinho da história por medo que o remanescente — que se encontra em dilapidado — caia e desapareça. Veja a seguir:

O pedaço consiste em um trecho de quase 80 metros do muro e se encontra em um terreno que fica entre um cemitério e os trilhos de uma estrada de ferro e, ao que tudo indica — e considerando que muitos fragmentos do Muro de Berlim já foram leiloados pelo mundo! —, passou despercebido quando o restante da barreira foi demolida.

De acordo com Bormann, o remanescente ainda conta com as estruturas de metal em formato de “Y” que serviam de suporte para os fios de arame farpado, cercas elétricas e armadilhas que foram instalados ao longo de toda extensão do Muro de Berlim para evitar que a população atravessasse de um lado para o outro da barreira.

Até onde foi averiguado, esse pedaço que sobreviveu parece pertencer a uma das primeiras etapas da construção e, aparentemente, foi criado a partir de materiais obtidos de edifícios destruídos durante os bombardeios que atingiram Berlim durante a Segunda Guerra Mundial.