Para quem não sabe, as sardas são pequenas manchas marrons que surgem no rosto ou em partes do corpo que estão frequentemente expostas ao sol, como braços, colo ou mãos. Provocadas pelo aumento da melanina — o pigmento que dá cor à pele, aos cabelos e aos olhos —, elas tendem a ficar mais escuras durante o verão.

A paixão do fotógrafo Brock Elbank por essas marcas na pele o levou a criar uma série de imagens cujo objetivo principal é elevar a autoestima de pessoas com sardas e deixá-las mais confortáveis com essa característica que as torna tão únicas e belas. Em suas andanças, o artista descobriu histórias de homens e mulheres insatisfeitos com sua aparência, que relataram, inclusive, terem sofrido bullying por causa dela.

1

Ao dar visibilidade para pessoas com sardas, Elbank mostra que a verdadeira beleza reside não em certo padrão estabelecido, mas sim nas diferenças da fisionomia humana. Ele também dá voz a um grupo de indivíduos que sofre silenciosamente: “O que eu acho interessante sobre os personagens que tive a sorte de fotografar é que muitos lutam contra suas sardas desde a infância e as odeiam”, relatou o fotógrafo.

A seguir, você vai ver uma galeria com algumas das fotografias que fazem parte desse ensaio fotográfico chamado “Freckles”, que, nos últimos 3 anos, registrou 150 pessoas e suas marcas na pele de beleza ímpar. Confira: