Um dos maiores nomes da história do rock, o britânico David Bowie morreu em janeiro de 2016, mas seu legado e sua relevância para a música seguem vivos na memória de uma legião de fãs. Prova disso é uma homenagem que o intérprete de canções épicas — como "Rebel Rebel" e "Heroes" — recebeu no metrô de Nova York, nos Estados Unidos.

A iniciativa, cujo objetivo é promover uma exposição no Museu do Brooklyn com itens do cantor, preencheu estações de metrô com fotos de Bowie, obras de arte criadas por seus fãs e até mesmo um mapa onde estão sinalizados os lugares favoritos dele na Big Apple. Outros pontos da cidade também receberam homenagens e, como você vê a seguir, é uma mais criativa do que a outra:

1. Esta é a vista que os passageiros têm ao entrar na estação Broadway-Laffayette, em Nova York

1

2. Em Bowery, a intervenção brincou com a semelhança entre o sobrenome do cantor e o nome da estação

2

3. Diversas imagens retratam as inúmeras fases experimentadas pelo "camaleão do rock"

3

4. Um mapa mostra quais eram os locais prediletos do cantor em Manhattan — lugar onde viveu até sua morte

4

5. Fotos raras revelam as suas amizades e parcerias

5

6. Bem como os bastidores das suas inesquecíveis performances

6

7. A homenagem também está na superfície, como na movimentada Times Square

7

8. No terraço dos arranha-céus nova-iorquinos

8

9. E também na frente do Museu do Brooklyn — onde acontece a mostra "David Bowie Is"

9