Você já se perguntou se a frase “baseado em fatos reais” é verdadeira ou só balela? Pois o Mega Curioso trouxe a coluna Drops de Cinema para sanar suas dúvidas e mostrar a verdade por trás dos filmes inspirados em fatos reais. Venha conferir com a gente!

Em 2018, o filme "O Resgate do Soldado Ryan" faz 20 anos, mas continua a emocionar o público. A obra aborda os acontecimentos do Dia-D e suas consequências imediatas, focando especialmente no resgate de um soldado que havia acabado de perder os três irmãos na mesma guerra. Hoje nós vamos contar para vocês um pouquinho da verdadeira história envolvendo esse quarteto.

1

Separados pela guerra

Os quatro irmãos — Edward, Preston, Bob e Frederick (Fritz) Niland — ingressaram no exército em unidades separadas. Embora isso significasse uma maior chance de não morrerem todos juntos em um ataque, por exemplo, também significava que eles não conseguiriam ter tantas notícias uns dos outros.

Em maio de 1944, não muito antes do Dia-D, Edward foi capturado pelos japoneses. Ele era paraquedista e cometeu um erro na hora de saltar nas selvas da Birmânia, por isso acabou caindo no lugar errado. Como depois sua equipe não teve mais nenhuma notícia dele, assumiram que havia sido morto.

Bob, por sua vez, morreu na Normandia no Dia-D como um herói de guerra. Ele e outros dois companheiros decidiram ficar para trás e atrasar os alemães enquanto o resto do grupo escapava.

Robert (Bob) NilandRobert (Bob) Niland

Já Preston foi morto no dia seguinte, logo após atacar a praia de Utah. Da praia ele conseguiu escapar, mas foi ferido mortalmente depois, quando tentou capturar a Bateria de Crisbecq, um bunker que tinha sido capaz de afundar um destroier dos Estados Unidos.

Em casa, a mãe dos irmãos Niland recebeu a notificação da morte dos três filhos no mesmo dia. Depois de um golpe desses, só lhe restava depositar suas esperanças em conseguir rever pelo menos Ryan.

Preston NilandPreston Niland

O Departamento de Guerra também não queria que uma família inteira fosse dizimada pela guerra, então determinou que o quarto irmão, Fritz, tinha que voltar para casa assim que fosse encontrado. O responsável por essa missão foi o padre Francis Sampson, capelão do regimento — e ele obteve sucesso.

Frederick (Fritz) NilandFrederick (Fritz) Niland

Resgate e surpresas

Fritz foi então encontrado pelo padre, descobriu que os irmãos haviam morrido (por causa da dificuldade nas comunicações, ele seguia acreditando que os irmãos estavam bem) e voltou para casa como ordenado.

Eis que, em maio de 1945, um ano depois, a família Niland recebeu a fantástica notícia de que Edward — que todos acreditavam ter sido assassinado pelos japoneses  havia sido encontrado vivo! Imagine como deve ser passar 1 ano sem ninguém o procurar simplesmente porque acham que você morreu!

Edward NilandEdward Niland

O que mudou da realidade para o filme?

O filme no geral é bastante fiel à história dos irmãos Niland. As mudanças feitas tiveram a intenção de garantir um efeito mais dramático. No filme, é mantida a ideia de que os três irmãos morrem; afinal, apenas um irmão sobrevivente em vez de dois com certeza é mais apelativo emocionalmente.

Da mesma forma, foi mais empolgante acompanhar nas telas uma equipe de busca e resgate procurando um soldado relutante em voltar para casa do que vê-lo ter uma conversa com o padre, né?