De acordo com o Mashable, um artigo do The New York Times abordou uma família de influenciadores do Instagram, “apresentando” o mais novo integrante, que - pasmem! -  ainda nem nasceu. Estamos falando do perfil de Halston Blake Fisher, que está previsto para nascer neste mês de março, e já possui 125 mil seguidores.

O não-nascido Halston tem uma dupla de irmãos gêmeos idênticos, com dois anos de idade, que, juntos, têm mais de dois milhões de seguidores na mesma rede social. O pai das crianças, kyler Fisher, disse que pagava entre US$ 10 mil e US$ 20 mil para patrocinar as publicações dos gêmeos.

O NYT se referiu ao perfil de Halston usando o termo “kidfluencer” (influenciador infantil, em português). No entanto, não podemos dizer que ele influencia exatamente crianças. E esse é o ponto chave. Não são crianças que estão seguindo o perfil de uma outra criança, mas, sim, adultos.

A postagem que anuncia o nascimento de Halston para este mês de março já possui mais de 44 mil likes.

Visualizar esta foto no Instagram.

Arriving March 2019 ???? Thanks aunt Mackenzie for making this for baby Halston ?? @mackenzierylander

Uma publicação compartilhada por Halston Blake Fisher (@halston.blake) em

O próprio NYT citou o canal do YouTube das amigas de seis anos de idade, Ava e Everleigh, cuja faixa etária dos inscritos se situa entre os 25 e os 44 anos de idade. Chega a ser perturbador. Isso, excluindo o fato da falta de privacidade que essas crianças têm de lidar. Os pais, antes, os principais protetores, agora, parecem ter se tornado os primeiros a explorar a imagem dos filhos.

No Facebook, é muito comum pais abusarem da exposição da imagem dos filhos, desde recém-nascidos até pré-adolescentes. Todos, bem orgulhosos, querem mostrar o quanto suas crianças são belas e espertas. Os filhos se tornaram praticamente um bem conquistado. É como se fosse um prêmio que simboliza que aquele que o possui atingiu uma grande meta na vida, como um casamento bem-sucedido, ou, em muitos casos, apenas o que restou dele: um ou mais herdeiros.

Aqui no Brasil, um caso famoso e recente de exploração da imagem infantil é o da Gabriela Abreu Severino, mais conhecida como MC Melody, nascida em São Paulo, e que ganhou fama no YouTube ainda muito jovem.

Fonte: Reprodução/Instagram

Muito criticado nas redes sociais, o pai de Melody, MC Belinho, se defende, dizendo que proíbe a filha de namorar antes de completar os 16 anos. No entanto, em seu trabalho como cantora, Melody sempre aborda letras onde fala de relacionamentos amorosos como se já fosse uma mulher adulta, sem contar seu visual, que sempre apela para a sensualidade. Mas o fato é que se trata de uma criança com 12 anos de idade.

Perfil de bebê que ainda não nasceu já tem 125 mil seguidores no Instagram via TecMundo