A Páscoa está chegando e, junto com a data comemorativa, podemos esperar a veiculação de um novo comercial da Dolly. E quando eu digo novo, é novo mesmo: a fabricante de refrigerantes atualizou sua clássica propaganda com crianças vestidas de coelho, que é veiculada na TV há mais de 10 anos.

Trazendo um tom de nostalgia, a peça publicitária reúne novamente as crianças do vídeo original, que agora já são adolescentes, caracterizadas de coelho e, claro, cantando com o famoso Dollynho. Além de seguir o roteiro original, incluindo as interações com o modelo 3D do mascote, o vídeo faz um comparativo mostrando quanto os atores cresceram durante a última década. Atualmente, os participantes têm idades entre 13 e 17 anos.

O comercial atualizado não conta com todas as crianças presentes na produção original, mas os protagonistas, que são filhos do dono da Dolly, fizeram sua pontinha na nova propaganda.

Propaganda polêmica

Veiculado na TV desde 2007, o anúncio de natal da Dolly causou dores de cabeça para a companhia em 2017, quando o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) fez um pedido para que a propaganda fosse retirada do ar. O motivo? Algumas das crianças falavam frases incitando o consumo do produto, o que é contra a lei. Na época, a Tholor, responsável pela marca Dolly, ficou surpresa com a ação, já que a propaganda estava sendo veiculada há uma década na televisão.

Com o lançamento da nova versão, o comandante da marca de refrigerante até relembrou o caso. “Agora o Conar não pode falar que são crianças pequenas. Estão adolescente”, disse o dono da Dolly, Larte Codonho, para a Folha de S. Paulo.

O comercial original é obra do comandante da empresa e sua irmã, a cantora Cibele Codonho. Segundo o dono da Dolly, as peças publicidades da companhia, que podem ser vistas no canal do YouTube oficial da marca, tem como inspiração os Telletubbies, por isso contam com frases repetidas e vozes infantis.

A companhia até tentou mudar o conceito em um vídeo lançado em 2017 com atores reais e pouca participação do Dollynho, mas a recepção na internet foi negativa e a empresa voltou atrás, fazendo mais comerciais com animações de qualidade questionável.