Um asteroide de 35 metros passou a apenas 100 mil quilômetros de distância da Terra. O pior de tudo é que nós só percebemos a existência desse corpo rochoso um dia antes da passagem.

O objeto foi descoberto pelo Centro de Asteroides da União Astronômica Internacional e batizado de 2016 QA2.

O asteroide não chegou perto o suficiente para que existisse um risco de colisão com nosso planeta, mas o que pode nos deixar um pouco preocupados é como um objeto desse tamanho passa tanto tempo despercebido.

Pois saiba que acontecimentos como esse são bem mais comuns do que parecem. De acordo com a NASA, menos de 1% dos objetos próximos da Terra com 30 metros ou menos já foram identificados.

Mas não entre em pânico. Entre os asteroides grandes, com mais de 1 km de comprimento, que passam por perto da Terra, esse número sobe para mais de 90%. Esses gigantes, que podem realmente ameaçar nossa existência, estão sob controle e não devem representar nenhum perigo. Na dúvida, a gente espera que os astrônomos fiquem de olho.