Existem muitas coisas — muitas mesmo — a respeito do Universo que os astrônomos ainda não entendem. Veja, por exemplo, a descoberta recente de que uma região distante do cosmos possui buracos negros supermassivos que, por alguma razão desconhecida, se alinharam e estão girando todos na mesma direção, mais ou menos como se estivessem dançando juntos e em sincronia. Bizarro, não é mesmo?

Segundo um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta, o astrônomo Andrew Russ Taylor, esta é a primeira vez que um fenômeno como esse é observado no espaço, e ninguém sabe ao certo a causa do alinhamento. Afinal, os buracos negros não têm como “combinar” a direção na qual eles vão ficar nem como influenciar um ao outro diretamente ou trocar informações, mas existem algumas teorias para explicar o que pode ter acontecido.

Todos em formação

De acordo com Taylor, os buracos negros foram descobertos em uma região do espaço conhecida como ELAIS-N1, que abriga diversas galáxias. No centro de cada uma dessas galáxias todas existe um buraco negro supermassivo e, curiosamente, todos eles estão girando no mesmo sentido.

Cosmos

No entanto, essas estruturas se encontram a milhões de anos-luz de distância — ou seja, muito distantes — entre si para ter, de alguma forma, interferido no posicionamento ou rotação umas das outras. Assim, os astrônomos suspeitam que o alinhamento dos buracos negros tenha ocorrido durante a formação das galáxias, quando o Universo ainda era bem jovem.

Dançando juntos

Segundo os cientistas, apesar de os buracos negros serem estruturas independentes atualmente, o sincronismo de sua rotação naquela região do espaço sugere que eles surgiram a partir das flutuações de massa primordial em pequena escala que deram origem à estrutura em larga escala do Universo.

Então, basicamente, a ideia é que os buracos negros surgiram em uma região compacta e compartilhavam de vários aspectos. Depois, conforme o Universo foi se expandindo, eles foram se distanciando uns dos outros, mas guardando algumas semelhanças — como a direção de sua rotação.

Astroplash

E o que pode ter influenciado o cosmos a produzir um grupo tão “harmônico” de buracos negros? Na verdade, o alinhamento observado jamais foi previsto pelo modelo atual da Física, portanto é considerado como muito bizarro pelos cientistas.  No entanto, entre os responsáveis sugeridos estão a ação de poderosos campos magnéticos, campos relacionados com partículas exóticas — como a matéria escura — ou a ação de cordas cósmicas.

A descoberta, embora seja pra lá de incomum, permitirá que os astrônomos conduzam simulações para entender como a estrutura atual do Universo — em larga escala — se formou. Tomando o Big Bang como ponto de partida, eles poderão examinar como o cosmos foi se expandindo e se desenvolvendo até alcançar os moldes atuais e, quem sabe, prever o que acontecerá com ele no futuro.

***

O que você acha que vai acontecer com o Universo no futuro? Comente no Fórum do Mega Curioso