Ainda que beber em excesso nunca seja uma boa ideia, a verdade é que a juventude de muita gente é marcada por episódios de bebedeiras. Os excessos, porém, parecem fazer menos estrago quando somos mais jovens – depois dos 30, já começamos a ter medo de beber demais. A seguir, confira algumas hipóteses que explicam por que ressacas se tornam insuportáveis depois de alcançarmos certa idade:

Hipótese 1: Seu corpo tem menos enzimas hepáticas

Consumir álcool significa dar trabalho para o seu corpo, que vai ter que transformar essa substância tóxica em etanol. Quem faz esse processo são as enzimas do seu fígado, especialmente a aldeído-desidrogenase, que faz com que todos os drinks que você tomou se convertam em propriedades como dióxido de carbono e água.

O fígado leva mais ou menos uma hora para processar cada dose de álcool, e esse processo todo é mais eficiente quando somos mais jovens. À medida que envelhecemos, essas enzimas diminuem, e, quando o efeito tóxico da bebida dura mais, tendemos a ter náuseas e dores de cabeça.

Hipótese 2: Seu corpo se recupera mais lentamente

Não adianta teimar: a verdade é que, quanto mais velho seu corpo fica, mais ele vai demorar a se recuperar de qualquer coisa, desde um resfriado mais severo até uma ressaca. Assim como o metabolismo muda, a nossa neuroplasticidade, que é a capacidade neurológica de nos regenerarmos, fica diferente também.

Esse enfraquecimento do sistema imunológico é conhecido como “imunossenescência” e faz com que o corpo demore um pouco mais para se recuperar. Sabendo disso, a melhor coisa é pegar leve nas bebedeiras.

Hipótese 3: Seu estilo de vida pede para que seu corpo seja funcional

Vamos nos tornando adultos e acumulando responsabilidades, claramente. Por isso, é preciso estarmos bem dispostos para trabalhar, para cuidar da casa, dos filhos e do que mais for necessário. Na verdade, bebedeiras na vida adulta se tornam sinônimos de arrependimento.

Hipótese 4: Você usa algum medicamento que interage com o álcool

Outro fato sobre envelhecer: os problemas de saúde começam a surgir e, com eles, os medicamentos também. Em alguns casos, precisamos tomar remédios constantemente e não percebemos que alguns deles não interagem muito bem com o álcool.

Antidepressivos, antialérgicos, controladores de pressão arterial e de diabetes geralmente não combinam com bebidas alcoólicas. Se você toma algum tipo de medicamento, pergunte ao seu médico se pode beber.

Hipótese 5: Você está querendo desafiar seu próprio corpo

Tem gente que se comporta como adolescente justamente por ter um medo intenso de envelhecer ou porque, por algum motivo, não aproveitou a juventude quando deveria e poderia. Pessoas com seus 30 anos de idade muitas vezes acabam experimentando ressacas absurdas porque bebem como se tivessem 19 anos ainda.

O negócio é aceitar o fato, ainda que doa: você não tem mais 20 anos, então é preciso aprender a beber e não exigir que seu corpo tenha o mesmo desempenho que tinha há uma década ou mais. O segredo? Beber pouco, devagar e consumir água também – se não estiver de estômago vazio, melhor ainda.