Uma família do México levou um susto e tanto quando Miguel Angel Gomar De Luna, de 74 anos, retornou para casa depois de ter sido dado como morto.

Meses antes, Miguel havia fugido de casa para tomar umas e outras e, no meio da bebedeira, acabou ficando pelas ruas. A família não fazia ideia de onde ele estava, até que a polícia ligou informando que o corpo do homem havia sido encontrado.

A filha, Lucero Gomar Ramos, foi reconhecer o cadáver, já em estado avançado de decomposição. Mesmo assim, sabendo do frio que fazia naqueles dias e que seu pai já estava com certa idade, ela confirmou que era ele.

Miguel ficou desaparecido por meses

Os familiares se reuniram em uma cerimônia para se despedir e cremar Miguel. No dia seguinte, suas cinzas foram entregues para os filhos, que voltaram para casa desconsolados.

Dois meses depois, quem aparece “cheirando à cachaça” em casa? Isso mesmo: Miguel! Ele estava um tanto desnorteado e não sabia explicar o que eram as lesões que ganhou no tempo em que ficou nas ruas.

Segundo Lucero, a família ficou extremamente surpresa com a aparição e agora luta para conseguir recuperar os documentos do homem. Ainda não se sabe a quem pertencia o corpo cremado.

Miguel brincou com a situação, dizendo que, enquanto a família achava que ele estava morto, ele só estava caminhando por aí.