Pois é, a ilustre polêmica moderna acerca dos mamilos femininos tem tomado conta de noticiários na televisão, documentários, sites, blogs etc., que sempre adoram “botar lenha na fogueira” em torno da discussão, fazendo com que o assunto “queime” em todo o Planeta Azul.

Com todas essas manifestações em mente, o casal de lésbicas americanas, Robyn Graves e Michelle Lytle, resolveu inovar no mercado de roupa íntima ao lançar o biquíni com estampa de mamilos, como forma de protesto para apoiar a mulherada que curte ficar sem sutiã em público — o clássico topless. Confira algumas fotos:

O projeto tem o apoio da campanha #FreeTheNipple, que protege os direitos mais bizarros do universo a todos os banhistas. Com a palavra, as próprias criadoras do biquíni de mamilos: “Por que é que as mulheres não podem ficar de topless? Se realmente pensarmos sobre o assunto, qual é a diferença entre o mamilo de um homem e o de uma mulher? É apenas o tamanho? É o fato de o mamilo das mulheres estar relacionado com a vagina?”.

Se interessou?

Caso o inusitado aparato tenha despertado a sua atenção, saiba que você pode comprá-lo no site The Tata Top, pelo valor de US$ 28 — em torno de R$ 65 —, em que parte do valor das vendas vai para ONGs que combatem o câncer de mama.

Por enquanto, somente os modelos de cores com tonalidades de peles claras (como a cor bege), mas Robyn e Michelle prometem trabalhar em outros modelos de cores variadas, também.

A causa em si

Caso você não saiba, a campanha #FreeTheNipple, que defende o topless de mulheres, já contou com o apoio da filha do ator Bruce Willis e de algumas celebridades, como Rihanna, Iggy Azalea e Cara Delevingne. Mesmo depois de ser censurada no Facebook e Instagram, a marca continua firme em sua posição, conquistando milhares de adeptos dos quatro cantos do planeta.

***

E você, leitor, o que acha desse tipo de protesto? Conhece outro aparato inusitado de alguma campanha que não foi citada na matéria? Não deixe de compartilhar sua opinião com a gente nos comentários abaixo.