Férias normalmente servem para que as pessoas tenham uma folga de suas rotinas e possam relaxar por um tempo. Pensando exatamente nisso, o MaryJane Group inaugurou no ano passado dois “Bud+Breakfast”, chalés para onde as pessoas podem ir relaxar e aproveitar fartos cafés da manhã. A diferença é que nesses locais, o consumo de maconha é liberado, desde que os próprios hóspedes a tragam.

Agora, o grupo – que se diz criador e líder de mercado no setor de hospitalidade baseada no consumo de cannabis – resolveu expandir os negócios e abrir nas montanhas do estado americano do Colorado o CannaCamp, primeiro resort voltado para férias coletivas de apreciadores de cannabis.

A propriedade de 170 acres fica na cidade de Durango e possui diversas cabanas com um dois ou três quartos, podendo comportar até 40 pessoas de uma vez. Fumar maconha é permitido em qualquer área do resort, com exceção do interior das cabanas, por questão de segurança.

Atividades relaxantes

O acampamento possui diversas atividades em grupo para estimular a socialização entre seus hóspedes, além de oferecer um cardápio com pratos pensados especialmente para combinar com diversas variedades de cannabis. Entre as opções de lazer do local estão:

  • Cozinhando com Cannabis – Aulas de culinária que ensinam de que forma é possível misturar maconha à comida de maneira apropriada. No entanto, o site do resort especifica que nenhum prato contendo cannabis será servido aos participantes, em cumprimento às leis americanas;
  • Lições sobre Cannabis – Os participantes aprendem sobre as leis que legislam o consumo de maconha no Colorado, o impacto da erva na economia local, os diferentes tipos de cannabis e as substâncias presentes em cada um;
  • Cannabis Yoga – Os entusiastas de exercícios físicos relaxantes são encorajados a consumir um pouco da droga antes de participar de uma das aulas de yoga ministradas no CannaCamp, para que percam a inibição e o nervosismo;
  • Telas e Cannabis – Atividade em grupo, em que os participantes são estimulados a se expressarem artisticamente pintando telas enquanto estão sob os efeitos da marijuana;
  • Massoterapia com Cannabis – Profissionais treinados aplicam massagens usando uma linha exclusiva de óleos e loções que possuem canabidiol em sua composição;
  • Refeições combinadas com Cannabis – Seguindo uma nova tendência, diversos pratos são combinados com variedades específicas da erva, de forma que tanto a maconha quanto a comida tenham seus sabores acentuados;
  • Moldagem de vidro – Desde a legalização da maconha em algumas regiões americanas, a apreciação por bongs de vidro personalizados tem crescido. Por isso, no CannaCamp os visitantes podem assistir a artistas locais moldarem vidro nas mais diferentes formas;
  • Fogueiras de acampamento – Os hóspedes podem se reunir em volta de fogueiras para se conhecerem e confraternizarem enquanto consomem a erva favorita de todos os que vão para o resort;
  • Hora da comunidade 4:20 – Versão própria do local para o tradicional Happy Hour, em que os presentes são convidados a degustar comidas, bebidas e marijuana igualmente.

Além de tudo isso, o lugar ainda oferece diversas atividades ao ar livre, como caminhadas, mountain biking, escalada e descidas de tirolesa. Outras programações incluem aulas de tingimento de tecidos e degustação de chás.

As diárias do acampamento começam em US$ 395 por pessoa. Da mesma forma que ocorre nos chalés Bud+Breakfast, o estabelecimento não fornece a droga diretamente, permitindo apenas o seu consumo. Mas para aqueles preocupados, a equipe do CannaCamp oferece informações sobre dispensários próximos onde os usuários podem adquirir a erva.