Fãs normalmente cometem algumas loucuras por causa de seus ídolos. No sábado (21), a apresentadora Ana Hickmann sofreu uma tentativa de homicídio por não retribuir o amor de um homem obcecado por ela. Além dela, outros famosos também já sofreram por conta do fanatismo de alguns seguidores.

Porém, nem sempre a vítima é a personalidade em si: na Inglaterra, um homem foi preso por obrigar sua namorada a seguir uma rigorosa dieta fitness para ficar parecida com sua modelo favorita. A famosa em questão é a brasileira Gracyanne Barbosa, esposa do cantor Belo. A tortura física e psicológica durou mais de um ano.

Mohammed Anwaar obrigava a companheira a se alimentar apenas de atum e beterraba, além de mandar fotos das modelos que ele achasse que tinham um corpo melhor do que o dela. A maioria das imagens era de Gracyanne, a nova paixão de Anwaar.

Gemma Doherty era obrigada pelo namorado a ter o corpo igual ao de Gracyanne Barbosa

Dieta de atum

“Ele me tratava como um animal, quase como uma cobaia em um laboratório. Ele queria que eu tivesse o abdômen sarado e a bunda enorme – tipo a da Kim Kardashian. Sua modelo favorita era a Gracyanne Barbosa, e ele me fazia ver e praticar suas rotinas de exercícios. Se não as fizesse, ele me batia”, explicou Gemma ao Daily Mail.

Anwaar foi condenado, na semana passada, a pouco mais de 2 anos de prisão. Ele controlava toda a vida da namorada: o que ela podia assistir, vestir ou comer. Ela foi obrigada a ingerir 50 latas de atum por semana, além de correr todos os dias para ter o corpo idolatrado por ele – é preciso constar que Gemma, de 30 anos, já era mãe de dois filhos.

Além das provocações verbais, em agosto do ano passado Anwaar bateu em Gemma: primeiro ele quebrou seu iPhone e depois lhe desferiu tapas e pontapés, finalizando com um golpe mata-leão que a deixou inconsciente. Depois desse, outras cinco agressões físicas ocorreram – algumas em frente aos filhos de Gemma.

Mohammed Anwaar era obcecado por Gracyanne e queria que sua namorada virasse musa fitness

Ameaça de morte

Em um dos ataques, Anwaar teria colocado uma faca no pescoço da namorada perguntando se ela não tinha medo de morrer. Enquanto isso, o filho mais novo dela, de 3 anos, estava escondido embaixo da cama, tremendo de pavor. A última agressão aconteceu em março deste ano e levou à denúncia de Gemma e à prisão de Anwaar.

Em depoimento, o homem confessou que chegou a pagar para que espionassem Gemma em seu ambiente de trabalho para saber se ela não estaria flertando com outros rapazes. Anwaar também disse que a obrigava a usar calças e blusas compridas para esconder os hematomas e, principalmente, não atrair olhares de outros homens.

Entre outros abusos, ela foi obrigada a andar de ônibus para que ele pudesse usar seu carro e também teve que usar pesadas roupas masculinas durante o verão. Gemma chegou a tentar suicídio com overdose de medicamentos.

Gemma pretende retomar sua vida após o assédio, mas ainda teme represálias da família do ex-namorado

No Brasil, você pode fazer uma denúncia anônima contra agressores de mulheres através da Central de Atendimento da Delegacia da Mulher. Basta ligar para o número 180. O serviço é gratuito e anônimo, funcionando 24 horas por dia.

***