Se você é do tipo que toma logo um paracetamol quando a dor de cabeça aparece, você não está sozinho, mesmo – até porque esse é um dos remédios mais utilizados no mundo.

O que muitos de nós não sabíamos ainda é que o álcool também atua como um analgésico bastante eficaz, e um estudo divulgado pelo The Independent não nos deixa mentir. De acordo com a nova pesquisa, que analisou 18 estudos sobre a relação entre a dor e o consumo de álcool em mais de 400 pessoas, a sensibilidade à dor é reduzida, sim, quando existe a ingestão de álcool.

Os estudos revelaram que, depois de três doses para os homens e de duas para as mulheres, as bebidas tiveram um impacto grande em relação à diminuição da dor – só para você ter ideia, o que se concluiu foi que os efeitos analgésicos do álcool são comparáveis aos de derivados do ópio.

Saúde!

De acordo com o pesquisador Trevor Thompson, que falou ao The Sun sobre o assunto, a ingestão de álcool pode ter efeito comparável ao de drogas potentes, como a codeína, e parece ser mais poderoso do que o paracetamol.

O que os cientistas ainda não descobriram é como o álcool atua sobre o nosso corpo quando estamos com dor, mas estudos realizados em ratos sugerem que bebidas alcoólicas bloqueiam as transmissões de dor pela medula espinhal.

Ainda que tudo isso possa deixar muita gente feliz e já pensando em abrir a próxima cerveja, é sempre bom lembrar que bebidas alcoólicas têm a capacidade de alterar nosso estado mental e, inclusive, de nos deixar dependentes. Além do mais, a dose capaz de reduzir nossa dor é bem mais alta do que a recomendada pelas organizações de saúde.

Na dúvida, continue com o paracetamol quando a dor de cabeça surgir, e, sempre que um sintoma for persistente, o ideal mesmo é procurar ajuda médica.

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.