Ter um gato – ou vários – é sinônimo de alegria, carinho e, claro, móveis arranhados. Ainda que os donos dos felinos aceitem as excentricidades dos bichanos sem reclamar e, inclusive, curtam cada bagunça que seus peludos fazem, a verdade é que esse costume de arranhar as coisas, típico dos gatos, pode estragar móveis, portas e paredes.

Blasés por natureza, os gatos não se importam se aquele sofá que você comprou é caríssimo ou se os pés das cadeiras da sua casa são importantes para você: independente do que for, os felinos arranham tudo o que conseguem, mas por que será que eles fazem isso?

Ainda que pareça provocação muitas vezes – vai dizer que não? –, a verdade é que esses animais fazem isso simplesmente porque querem mostrar a outros animais que eles são os donos do pedaço. Territorialistas, a intenção dos bichanos é deixar bem claro quem é que manda.

Tem mais

gato arranhando sofá

Arranhando um móvel, eles conseguem deixar evidências visuais de posse e, para carimbar o decreto de donos de tudo, ainda deixam ali o próprio cheiro, já que as patas dos felinos têm a capacidade de exalar odores que permitem que qualquer outro animal saiba que por ali esteve um gato.

Como são espertos, com o passar do tempo os gatos começaram a perceber que arranhar coisas também é uma forma de eliminar sujeirinhas debaixo de suas garras, então esse é outro motivo pelo qual esses animais arranham também, até mesmo porque limpar as unhas faz com que elas cresçam melhor.

Em termos de fortalecimento muscular, arranhar móveis permite que os felinos trabalhem a musculatura das costas, o que é bom para esses dorminhocos capazes de passar 16 horas por dia em sono profundo.

Uma forma de diminuir os danos nos móveis da sua casa é comprar um arranhador específico para gatos. O ideal é que o objeto não seja coberto por carpete e que seja alto o suficiente para que os bichanos consigam se alongar bem.