Uma região no estado norte-americano da Califórnia virou ponto central em uma das mortes de animais mais esquisitas já vistas. Localizada na famosíssima praia de Malibu, que fica próxima da cidade de Los Angeles, está a Laguna Malibu, um pequeno corpo d'água que é o habitat de espécies de peixes como truta-arco-íris, gobio-de-maré-do-norte e curimã.

No caso desse último, uma catástrofe ambiental pode ter sido responsável por fazer com que cerca de 2 mil dos animais aparecessem misteriosamente mortos ao mesmo tempo. Esse cenário de devastação logo chamou a atenção de pesquisadores e oficiais do governo responsáveis pela área, que começaram a investigar o ocorrido para encontrar uma resposta.

Mas ao que tudo indica, o culpado foi mesmo o calor do verão californiano. Com as altas temperaturas e o sol forte nessa época do ano, a água da laguna pode chegar a ficar próxima da marca dos 28 °C. Isso é muito acima do que os curimãs estão acostumados, o que levou à morte dos milhares de membros da espécie. Todo esse calor também beneficia o surgimento de bactérias, o que também pode ter ajudado na matança.

Uma foto.

O pior de tudo é que não há muito o que fazer na maioria dessas situações. Como acontece quando vários animais morrem ao mesmo tempo, a melhor decisão é deixar que os próprios predadores naturais do local deem conta de comer os mortos e reestabelecer um pouco do equilíbrio na região.

No entanto, você provavelmente sabe que peixes mortos não tem um cheiro nada agradável, ainda mais quando eles ficam secando ao sol, algo especialmente ruim em uma praia conhecida pelo turismo. Por isso, a administração local decidiu mover os milhares de cadáveres para um aterro próximo e promete continuar monitorando a situação.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!