Pense em todas as coisas que afligem a humanidade atualmente: violência, guerras, crises econômicas, fome, desastres naturais, aquecimento global etc. Bem, se as coisas parecem ruins, pense que, pelo menos, além de tudo, não temos que nos preocupar com o risco de sermos devorados por animais pré-históricos gigantes e famintos! Isso porque, conforme descobriu um time de arqueólogos da Universidade Jagiellonian, de Cracóvia, na Polônia, foi isso o que aconteceu com uma pobre criança neandertal há cerca de 115 mil anos.

Mistério

Conforme explicaram os cientistas, não é possível afirmar que a criança foi morta pela criatura, mas não restam dúvidas de que a ave devorou o corpinho, já que foram encontrados ossos que, segundo apontaram exames conduzidos pelo time, passaram pelo sistema digestivo do pássaro. Os ossinhos em questão são duas falanges e, a partir das análises, os arqueólogos concluíram que eles pertencem a um indivíduo que tinha entre 5 e 7 anos quando faleceu.

Sítio arqueológicoCaverna onde os ossos foram encontrados (Inverse)

Devido ao estado em que os ossos se encontram — eles foram parcialmente digeridos — e à sua “idade”, os pesquisadores não puderam obter amostras viáveis de DNA para análise. Sendo assim, o time não pôde determinar se a criança era menino ou menina nem se ela morreu em decorrência do ataque do pássaro ou se o animal simplesmente encontrou o corpinho sem vida e resolveu fazer um lanche.

Com relação à afirmação de que se trata de um indivíduo neandertal, os arqueólogos explicaram que chegaram a essa conclusão por meio do exame detalhado do local onde os ossos foram encontrados. Os cientistas encontraram as falanges no interior de uma caverna sob uma profunda camada de sedimentos juntamente com artefatos e ferramentas tipicamente usados por esses hominídeos.

Petisco

Ainda sobre como a criança foi parar na “barriga” da ave, os cientistas não sabem dizer se a caverna era usada esporadicamente por neandertais — e por animais selvagens enquanto não havia ninguém por ali —, se a vítima foi capturada e morta pela ave ou se foi o caso de corpo foi deixado no local pelos hominídeos e devorado depois. De qualquer maneira, vale destacar que essa não é a primeira vez que são descobertas evidências de espécies humanas extintas que viraram comida de pássaros pré-históricos.

Homem de neandertalOs ossinhos descobertos pelos cientistas (Inverse)

Há alguns anos, uma equipe de cientistas descobriu marcas em um espécime conhecido como “Criança de Taung” — que consiste em um crânio de um Australopithecus africanus descoberto na África do Sul que teria cerca de 6 anos de idade quando morreu —, que aponta que o pobre coitado foi morto por uma ave predadora, possivelmente uma águia. Tudo bem que, vira e mexe, ficamos sabendo de filhotes de animais e crianças que são atacados e até capturados por pássaros predatórios, mas, há milhares de anos, os incidentes provavelmente eram mais comuns.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!