Ter uma casa para chamar de sua é incrível, mas também pode ser exaustivo. Aquela poeira que parece se acumular depois de 15 minutos após a faxina, as janelas que são difíceis de limpar, os pratos que vão se empilhando na pia... Isso porque ninguém falou das outras atividades cotidianas que precisam ser combinadas com o serviço doméstico. Já deu para cansar, né?

Diante dessa série de tarefas, não é à toa que os aparelhos especialmente desenvolvidos para substituir os humanos nos serviços chatos venham ganhando cada vez mais espaço. Afinal, quanto menos tempo precisarmos gastar na faxina, mais sobra para atividades realmente agradáveis. Os robôs de limpeza são, então, alguns dos grandes representantes do desenvolvimento da tecnologia no nosso cotidiano – e o robô aspirador deve ser o mais conhecido deles.

Mas como esse tipo de aparelho surgiu? As origens podem ser mais antigas do que você imagina. De acordo com o artigo "Uma breve história dos robôs de limpeza", escrito pelos pesquisadores de universidades alemãs e americanas Erwin Prassler, Arno Ritter, Christoph Schaeffer e Paolo Fiorini, ele começou a ser desenvolvido durante a década de 1980. Na época em que o trabalho foi publicado, em 2000, os autores mapearam a existência de mais de 30 tipos de robôs de limpeza. Nesse levantamento, encontraram modelos voltados tanto para uso em contexto industrial quanto para tarefas domésticas.

O artigo confirma o pioneirismo dos robôs aspiradores, indicando que os primeiros protótipos deles apareceram em 1991. Porém, a inovação ainda iria demorar a chegar à casa dos consumidores. Apenas no início dos anos 2000, os robôs aspiradores começaram a ser comercializados. O marco na popularização deles foi o lançamento do Roomba, em 2004, pela iRobot.

Mas, afinal, o que os robôs de limpeza podem fazer por você? Vamos começar pelo tipo mais conhecido da família, o robô aspirador. Seu funcionamento costuma seguir o mesmo padrão: tem uma base que deve ser conectada à tomada, operando como um carregador. Quando o usuário mandar, ou em um horário previamente agendado, o robô sai sozinho da base e começa a aspirar a casa.

Ele pode ser usado em diversos ambientes, mas é importante ficar atento a alguns pisos especiais – nem todos os robôs funcionam em carpete, por exemplo. De modo geral, eles usam os sensores com os quais vêm equipados, o sistema de mapeamento e as ferramentas de limpeza para saber exatamente os locais que precisam ser limpos. 

Então, é necessário deixar todo o ambiente livre de obstáculos para os robôs aspiradores funcionarem, certo? Não necessariamente. Os sensores mencionados acima servem justamente para que eles detectem um possível bloqueio. Se der para tirar os fios do meio do caminho antes de a faxina começar, melhor. Mas não precisa se preocupar com mover a mesa de lugar, por exemplo, porque eles vão conseguir dar a volta nela. Isso também significa que não vão cair da escada, pois são capazes de perceber quando há um degrau. 

Os robôs aspiradores costumam ser bem menores e mais leves que os aspiradores comuns. Já entendeu o que isso proporciona? Eles entram debaixo da cama ou do sofá facilmente. Limpar locais apertados costuma ser um dos piores trabalhos em uma faxina, mas pode ser contornado facilmente com os dispositivos. 

Para quem gosta de uma casa silenciosa, os robôs aspiradores são um must-have. Como a maioria deles pode ter a limpeza programada, é possível deixar tudo acertado para que a casa esteja brilhando quando você chegar do trabalho. A única coisa que não dá para se esquecer é de limpar o filtro de vez em quando, senão o robô não consegue trabalhar. A programação também pode ser bastante útil para quem tem animais que soltam muitos pelos e precisa aspirar o espaço quase diariamente. É só deixar tudo configurado, que não será mais necessário se preocupar. 

Alguns dos robôs aspiradores vêm com a opção de comando por meio de um controle remoto. Assim, se o usuário achar que uma parte da limpeza não foi suficiente, pode controlar a trajetória do dispositivo. A ferramenta também pode ser útil para redobrar a atenção para alguns lugares mais difíceis de serem alcançados, como cantos de paredes.

Como o robô aspirador faz um mapeamento meticuloso dos pontos que precisam ser cobertos, além de precisar recalcular a rota algumas vezes, a limpeza pode demorar um pouco mais de tempo do que seria o esperado caso uma pessoa estivesse fazendo o serviço com um aspirador comum. Além disso, a profundidade da faxina é diferente de acordo com a potência do aparelho, embora alguns tendam a ter um desempenho satisfatório para limpezas cotidianas. 

Um robô de limpeza que pode complementar o aspirador é o limpa-pisos. Ele é feito para passar o pano em uma superfície dura e funciona tanto para a limpeza a seco quanto para a com água. Por suas características diferentes, o ideal é retirar a maior quantidade possível de obstáculos do chão para permitir que sua função seja desempenhada adequadamente. Ele também é equipado com sensores para desviar dos obstáculos, mas sempre é bom facilitar a vida do amiguinho, não é mesmo?

A variedade de robôs de limpeza não para por aí. Se você quer ter os vidros das janelas brilhando, mas não sabe como limpá-las adequadamente, o robô limpa-vidros é sua opção. Em alguns casos, limpar as janelas pode até ser perigoso, quando elas são externas. Faxina nenhuma vale o risco, muito menos se existe um gadget para fazer isso para você. 

Basicamente, esse tipo de robô usa um líquido e algumas almofadas para acabar com a sujeira. Assim como os outros, ele também está equipado com sensores para detectar as bordas da janela. É importante notar que ele limpa apenas a poeira, não outras marcas que podem estar presentes na janela, como cola ou pintura. O uso do controle remoto pode ser especialmente útil para que o robô dê um tratamento especial em algumas partes da janela.

Como é possível notar, os robôs de limpeza podem representar uma diminuição significativa no tempo gasto com tarefas domésticas. Ainda que não sejam capazes de realizar todo o trabalho por você, o tempo poupado tende a ser significativo no final do mês – e pode ser aproveitado em atividades mais prazerosas. 

Agora que você já entendeu para que eles servem, pode escolher a opção que melhor se adequa às suas necessidades. Quer ter seu próprio robô aspirador? O MegaCurioso separou as melhores ofertas para você!

Aspirador de Pó Midea Robô Smart Grafite

Robô Aspirador De Pó Home Up Y Generation

Robô Aspirador De Pó Ecovacs Deebot Mini - 3 Em 1

ILIFE V7S Pro Smart Robotic Vacuum Cleaner

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!