As formigas são famosas popularmente por sua organização e força, mas a espécie Mystrium camillae, conhecida como formiga drácula, também ganhou o título de animal mais rápido do mundo graças a um estudo recente.

O pequeno inseto pode ser encontrado no Sudeste Asiático, na África e na Austrália (sempre a Austrália) e possui uma mordida com velocidade de 320 quilômetros por hora, 5 mil vezes mais ágil que um piscar de olhos.

Os cientistas da Universidade de Illinois conseguiram captar o movimento do inseto, que acontece em cerca de 0,00015 segundo. O vídeo abaixo, feito com câmeras especiais, mostra o funcionamento da mandíbula da formiga drácula:

De acordo com o líder do estudo, Fredrick Larabee, que trabalha no Museu Smithsoniano de História Natural, o movimento da formiga drácula é 3 vezes mais rápido que a mordida da Odontomachus, espécie considerada a mais veloz anteriormente.

Como funciona a mordida?

Segundo descreve Larabee, a mandíbula da formiga drácula possui uma estrutura interna única, o que possibilita o movimento mais rápido. "Em vez de usar três partes diferentes, o trinco e o braço da alavanca, todas essas três partes são combinadas na estrutura da mandíbula", explica Adrian Smith, um dos coautores do estudo sobre o inseto.

O movimento da mordida da formiga drácula funciona como um estalar de dedos e serve para atordoar presas pequenas antes de matá-las. Em seguida, as vítimas são levadas ao ninho para alimentar larvas.

Segundo descreve Larabee, a velocidade do movimento é tão forte que também pode ser utilizada como um impulso pelo inseto. "Nós aprendemos que essas pequenas mudanças na forma da mandíbula evoluíram para uma nova função: agir como uma mola."

Segundo o líder do estudo, o próximo passo do time de pesquisadores é se aprofundar nos hábitos da formiga drácula na natureza e ver de perto todas as maneiras como ela usa sua potente mandíbula.