Seja para ir ao trabalho, para sair com seu parceiro romântico ou simplesmente curtir um fim de semana em um lugar diferente, você não pensa duas vezes — pega as chaves do carro e se locomove em seu próprio automóvel até seu destino, não é mesmo? Mesmo que esse não seja o caso (afinal, nem todo mundo possui um veículo próprio nos dias de hoje, especialmente com a ascensão dos apps de transporte), infelizmente, ainda existem muitas pessoas por aí que utilizam carros movidos à combustão de forma excessiva para viajar.

O resultado disso é catastrófico: a queima de combustível gera monóxido de carbono, que, como todos nós sabemos, é um dos principais causadores do efeito estufa. Porém, o ato de dirigir já é algo tão natural em nossas vidas que nem sequer paramos para pensar no exato impacto que se locomover do ponto A até o ponto B causa no meio-ambiente. E foi exatamente por isso que duas agências gringas (a Oblik Studio e a Beta Peak) criaram o Mission Emission, um site que calcula quanto CO² você gastará em um rolê.

O site em si em extremamente simples. Primeiro, você escolhe o tipo do seu carro (mini, pequeno, médio, de luxo, esportivo, van, SUV ou outros) e o combustível utilizado pelo próprio (gasolina, diesel, gás, híbrido ou elétrico). Em seguida, o internauta informa a sua rota, indicando o ponto de partida e de chegada — e, para a nossa surpresa, o site é compatível com logradouros do Brasil. No nosso caso, simulamos uma viagem de Itaquaquecetuba (onde este redator reside) até a Avenida Paulista, região central de SP.

Sujeira para a atmosfera

O resultado é assustador. Nessa simulação, ao longo do percurso de 46,8 km, nós emitiríamos nada menos do que 11,5 kg de dióxido de carbono na atmosfera (observando que o site calcula automaticamente que o porte do carro escolhido consumiria 10,30 litros de combustível por cada 100 km rodados, o que equivale a 246 gramas de CO² por quilômetro percorrido). Sabe quanto tempo uma árvore demoraria para absorver essa quantidade de gás nocivo? Nada menos do que 193 dias. Além disso, se fizéssemos essa viagem diariamente, ao longo de um ano, a emissão de CO² seria de 3 megatoneladas.

É importante lembrar que esse cálculo foi feito com base em um carro pequeno (VW Polo, Fiat Punto, Mini Cooper etc.). Se calcularmos os gastos de um SUV a diesel, como alguns modelos da Jeep, por exemplo, esse resultado já sobe para 12,7 kg de gás nocivo sendo expelido para a atmosfera, e assim por diante.

O mais bacana do Mission Emission é que ele também oferece algumas alternativas mais sustentáveis de realizar seu trajeto. De bicicleta, por exemplo, emitiríamos apenas 226 gramas de dióxido de carbono e demoraríamos apenas uma hora a menos para chegar ao destino. Também seria possível ir a pé, mesmo que isso demorasse sete horas (465 gramas), de transporte público (3,94 gramas) e um veículo 100% elétrico (6,92 kg). Uma baita diferença, não é mesmo?

O aquecimento global é uma preocupação constante, e, inclusive, várias entidades governamentais ao redor do mundo firmam tratados e organizam ações para tentar reduzir a emissão de gases nocivos que causam o temido efeito estufa. Porém, os cidadãos também precisam fazer a sua parte para que o planeta seja um lugar mais saudável. Sendo assim, da próxima vez que for tirar o possante da coragem, pense duas vezes e confirme se não existe uma forma ecologicamente mais amigável — e até mais divertida e econômica para você mesmo — de chegar ao seu destino.