O frio que atingiu a costa leste dos Estados Unidos foi tão intenso que as ondas das praias congelaram. O incrível fenômeno ocorreu em Nantucket, um condado norte-americano localizado em Massachusetts. O fotográfo e surfista Jonathan Nimerfroh - que é fascinado em registrar imagens do oceano - declarou para o Live Science que as ondas além de lindíssimas, apesar de mais "pesadas", ainda podiam ser surfadas. Nimerfroh disse que, diante de temperaturas tão baixas, já esperava que o fenômeno ocorresse na costa norta-americana.

Reprodução/Jonathan Nimerfroh

Na manhã do dia 02 de janeiro, ele foi até a praia de Nobadeer acompanhado por dois amigos e, juntos presenciaram o que seriam as ondas slurpee, como são popularmente conhecidas (ou ondas de sorvete). Enquanto seus amigos surfavam nas ondas de gelo, quase completamente envolvidos pelas suas roupas de neoprene, o fotográfo capturava a paisagem espetacular.

Reprodução/Jonathan Nimerfroh

Segundo ele, a água salgada congela somente a -2º Celsius e o mar de Nantucket estava a -11º Celsius naquele momento. Em uma matéria publicada no site Smithsonian, o oceanógrafo Carin Ashjian, do Intitituto de Oceanografia Woods Hole, afirmou que em temperaturas abaixo de zero, cristais de gelo já começam a se formar na água.

https://vimeo.com/249618865

"As ondas slurpee são o tipo de coisa que você só tem a chance de ver uma vez na vida, então me considero muito sortudo por ter presenciado esse fenômeno duas vezes.", disse o fotográfo Nimerfroh, que teve o primeiro encontro com essas ondas em 2015. Cientistas contatados pelo The New York Times afirmaram que as ondas congeladas são uma ocorrência bem rara. A glacionista Erin Pettit , da Universidade Fairbanks do Alasca, alegou ao Times que nunca viu tais ondas, já que a água tumultuosa geralmente parte o gelo.

Reprodução/Jonathan Nimerfroh

Além de ser um fenômeno difícil de acontecer, as ondas slurpee vão embora rapidamente. A queda de temperatura, que propiciou o congelamento do mar na praia de Nobadeer, foi causado por um evento meteorológico formado na costa atântica dos Estados Unidos nos últimos dias, que tem provocado nevascas e temperaturas congelantes.