Vira e mexe a gente fica sabendo de acidentes e tragédias em zoológicos porque alguém acabou fazendo o que não devia ou não respeitando as regras dos parques, né? Pois ficamos sabendo de um caso bizarro que não resultou em nenhuma pessoa ferida, mas que, por culpa de um “animal”, resultou em um chimpanzé gravemente ferido.

O incidente foi registrado no zoológico Dyreparken, em Kristiansand, na Noruega, depois que um visitante (imbecil) resolveu jogar uma garrafa contendo uma droga não identificada na área dos chimpanzés e um dos primatas consumiu a substância. Segundo Tom Hale, do site IFLScience!, a criatura, conhecida como Julius, ficou tão alterada que, além de provocar sérios ferimentos nela mesma, foi encontrada tentando devorar o próprio braço.

Quem foi o engraçadinho?

De acordo com Tom, Julius, que tem 39 anos, é bastante famoso na Noruega, já que, quando nasceu, foi rejeitado pela mãe e adotado pela família do diretor do zoológico. A história se tornou conhecida no país e um documentário sobre o chimpanzé inclusive chegou a produzido, transformando Julius em uma celebridade local.

Hoje, Julius vive com outros 7 primatas no zoológico e, além de ser o único entre eles capaz de abrir garrafas com tampa de rosca, é de conhecimento de todos que o chimpanzé é fã de refrigerante – embora seja terminantemente proibido que os visitantes alimentem as criaturas. Então, no final de fevereiro, os cuidadores perceberam que havia algo de muito errado com Julius quando o animal se isolou em um canto e começou a se comportar de maneira muito agitada.

(Reprodução / News in English / Dyreparken)

Foi então que, ao olhar mais de perto, a equipe notou que o chimpanzé estava se mordendo e tinha vários machucados em um dos braços – e os veterinários decidiram anestesiá-lo para checar o que havia acontecido. Em um primeiro momento, o time pensou que Julius devia ter contraído algum tipo de infecção, mas alguns visitantes contatam o zoológico para contar que haviam visto alguém jogar uma garrafa na área onde os chimpanzés se encontram.

Exames de sangue confirmaram que Julius tinha grandes quantidades de uma substância não identificada no organismo – e uma investigação foi iniciada para descobrir quem foi o animal que achou que seria engraçado fornecer drogas aos chimpanzés. Por sorte, Julius está se recuperando bem dos ferimentos e não escapou da área onde se encontrava (ele também é famoso por ser um habilidoso fujão), o que poderia ter resultado em tragédia caso o primata tivesse atacado algum humano.