A cor dos olhos sempre é uma das primeiras coisas que as pessoas dão ao se descreverem ou tentarem falar como os outros aparentam ser fisicamente. Ela é tão importante para a vaidade e para o ego que até lentes coloridas já foram criadas para podermos alterar a cor. Agora, já pensou como seria um olho sem a estrutura que lhe dá a tonalidade?

Para oftalmologistas pode até ser uma pergunta banal, mas o resto da população não está acostumado a ver um olho com a íris descolada. A imagem de uma situação como essa foi compartilhada pelo New England Journal of Medicine (NEJM) perguntando se os leitores saberiam identificar qual era o problema que aquele olho apresentava.

Olho com a íris descolada (Foto: NEJM)

Muita gente não sabia, mas se tratava de uma iridodiálise traumática, que faz com que a íris se desprenda do corpo ciliar. A íris é a responsável por controlar o diâmetro da pupila, regulando a quantidade de luz que passa pelo olho. Apesar de ser visualmente assustadora e potencialmente séria se não tratada, a iridodiálise pode ser curada com remédios anti-glaucoma ou, em casos mais graves, com cirurgia.

O olho divulgado pelo NEJM pertence a um homem que sofreu um acidente com a corda elática de sua moto. Ele passou uma semana com dor no olho esquerdo após a contusão e passou a enxegar tudo embaçado. Quando procurou o médico, descobriu que o acidente, aparentemente banal, tinha sido mais grave do que ele pensara.