Você provavelmente já viu, ao vivo ou na televisão, imagens de manifestações nas quais as forças de segurança utilizam gás lacrimogêneo com o objetivo de dispersar a multidão. Um vídeo que viralizou na internet mostra um manifestante pegando uma lata de gás lacrimogêneo do chão durante uma manifestação. Em seguida, ele a coloca em uma garrafa térmica e fecha; depois de balançar a garrafa, o que sai dela não é mais a fumaça, e sim um lodo escuro.

A cena aconteceu em Hong Kong, e, desde que o vídeo caiu nas redes sociais, inúmeras teorias foram criadas para adivinhar qual seria o "antídoto" utilizado. No Twitter, um usuário repostou o vídeo e afirmou que foi procurado pelo manifestante, que esclareceu sua técnica. Dentro da garrafa na qual a lata de gás lacrimogêneo foi colocada havia lama, algo bem fácil de ser encontrado.

O que tem em uma lata de gás lacrimogêneo?

Segundo Sven Eric Jordt, farmacologista e toxicologista da Duke University, há uma composição química que se assemelha à encontrada em fogos de artifício. Para formar o gás lacrimogêneo, uma série de componentes químicos, como nitrato de potássio e clorato de potássio, são os responsáveis por produzir oxigênio que alimenta o fogo. Enquanto o nitrato de potássio acelera a ação do carvão, o clorato de potássio se decompõe em plumas de gás cloreto de potássio.

(Fonte: Twitter)

Em alguns casos, é adicionado silicone para que o gás possa formar gotículas. A função do carbonato de potássio é impedir que o ambiente interno do recipiente se torne muito ácido, o que desestabilizaria o clorato de potássio e sua ação. Além disso, um ingrediente peculiar é adicionado: açúcar. A sacarose é capaz de queimar em baixas temperaturas, o que ajuda a converter o ingrediente principal dos gases lacrimogêneos, o 2-Clorobenzalmalononitrila (ou apenas CS), em vapores nocivos. Quando ele é aquecido, cria o agente de combustão mais associado ao gás, ou seja, é quem causa o dano.

Jordt explica que o agente do gás lacrimogêneo ativa os receptores nos nervos sensoriais periféricos — por isso, quando se fica exposto à fumaça, os olhos ardem. Há relatos de pessoas que tiveram tosse, inflamação respiratória, queimação nos olhos e na pele, ataques de asma, vômitos e náuseas.

I and others saw this and sent it out saying this badass protester used liquid nitrogen to disable the canister of tear gas.

That information is incorrect, it is apparently just mud, which is good news because that’s a whole lot easier to come by.

pic.twitter.com/a0cj8VX1fq

— Joshua Potash ?? (@JoshuaPotash) September 3, 2019

A lama pode mesmo bloquear o gás lacrimogêneo?

Para Jord, é possível neutralizar o gás lacrimogêneo com lama. "Isso extinguiria os componentes em chamas, bloqueando o suprimento de oxigênio do cartucho", afirma. Mas ele não acredita que era exatamente lama que o manifestante do vídeo carregava. "Parece que um pó saiu com a carga. Se houvesse água lá dentro, você veria a água saindo", analisa.

Não temos certeza se era lama, mas deu certo: o gás foi neutralizado e teve sua reação interrompida.