Para os que insistem que alienígenas já estiveram por aqui, um novo estudo chega para servir como mais um argumento. Publicado recentemente no The Astronomical Journal, o estudo sugere que o movimento da galáxia com a expansão do universo seria o condutor da vida extraterrestre inteligente, porém, neste momento, os alienígenas estariam em algum outro ponto remoto da Via Láctea.

Segundo Carroll-Nellenback, um dos principais autores do estudo, a pesquisa é baseada em suposições básicas e muito sensatas. Ele afirma ainda que a vida inteligente extraterrestre estaria aguardando o movimento estelar que acontece na galáxia para “dar o salto” para algum outro destino. “Se não levarmos em conta o movimento das estrelas quando se tenta resolver essa abordagem, teremos uma de duas soluções: ou ninguém sai de seu planeta ou somos a única civilização tecnológica da galáxia”, diz.

O homem já saiu da Terra, portanto, explica o pesquisador, é preciso se atentar ao fato de que as estrelas e os planetas ao seu redor orbitam o centro da galáxia em diferentes espaços, caminhos e velocidades. À medida que se movem, eles se cruzam e, seria esse o “pulo do gato” alienígena. De acordo com o estudo, seria esse o momento que eles estariam esperando, o momento em que um próximo destino se aproxima.

Foto: Pixabay

Como os mundos habitáveis são raros em nossa galáxia, a espera dos alienígenas por um novo “lar” poderia ser muito maior do que o ciclo de uma civilização. Ou seja, a civilização avançada alienígena estaria esperando o seu momento para pular para outro planeta o que pode incluir em sua lista de destinos, a Terra.

Mas, há também a hipótese de que a Terra já tenha sido visitada muito tempo antes da existência da raça humana. A nossa galáxia tem 13,6 bilhões de anos e, em algum ponto dessa longa trajetória da Via Láctea, os alienígenas podem ter dado o salto rumo à Terra, sugere Nellenback. Em contrapartida, a viagem alienígena pode acontecer novamente à Terra em um momento no qual a raça humana já esteja extinta.