O relatório encomendado pela ONU e realizado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) traz informações alarmantes sobre o futuro dos oceanos em todo o mundo. Segundo o documento, que recebeu a contribuição de mais de 100 cientistas de 30 países, se nenhuma ação efetiva for realizada com rapidez, a partir de meados de 2050, efeitos como inundações anuais e alterações da biomassa animal poderão ocorrer com maior frequência.

Fonte: Pixaby

O documento que apresenta dados sobre a mudança do clima conta com informações como o crescimento da taxa de aquecimento dos oceanos e a expectativa de aumento de até 5 metros do nível do mar até 2300. A conclusão, segundo, Ko Barrett, Vice-Presidente do IPCC e Vice-Administrador da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA, é que se nada for feito para interferir a produção dos gases poluentes que causam o efeito estufa, a atividade dos oceanos não será capaz de acompanhar essas mudanças de clima; causando danos nas atividades de pesca, alteração da vida animal e, é claro, problemas irreparáveis que poderão afetar mais de 280 milhões de pessoas.

"As consequências para a natureza e a humanidade são amplas e severas”, completa Barrett.