Senadores brasileiros estão, nesta segunda-feira, discutindo um tópico crucial para a minimizar o impacto ambiental causado pelo país. A comissão de Meio Ambiente (CMA) realizará uma audiência pública às 14h para discutir o PLS 454/2017, que proíbe a comercialização e circulação de veículos movidos a combustíveis fósseis a partir de 2060.

A proposta foi feita por Telmário Mota (Pros), senador pelo estado de Roraima. Este Plano de Logística Sustentável (PLS) visa diminuir gradativamente a comercialização de veículos à combustão fóssil e, por consequência, o consumo destes combustíveis até 2060 — quando a circulação e comércio serão vedados permanentemente.

O projeto começa a interferir no mercado a partir de 2030, quando 90% dos veículos vendidos poderão ter tração automotora por motor a combustão fóssil e com aumento deste percentual ao longo das décadas seguintes. A fração de veículos diminuirá consideravelmente em 2050, quando somente 10% dos veículos comercializados poderão ser movidos a combustão.

(Fonte: Revision Energy/Reprodução)

Vale lembrar que a vedação de 2060 não se aplica aos veículos a combustão por biocombustíveis.

Os convidados para a discussão

Os convidados para o debate da PLS foram o presidente da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), Ricardo Guggisberg; Henry Joseph Jr., diretor técnico da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e o presidente da Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Ciclomotores e Similares (Abrafics), Maurício Siqueira Francisco.

Além destes, estarão presentes também representantes da Empresa de Pesquisa Energética, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e um representante da Associação Brasileira de Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa).

(Fonte: PittsBurgh/Reprodução)

Entrando na moda

Com o avanço dessa PLS, o Brasil segue o exemplo de países europeus — como a Alemanha — de mudar o mercado automobilístico em prol do meio ambiente. Sem dúvidas um passo muito importante para introduzir esses veículos no Brasil e diminuir a emissão de poluentes nocivos ao planeta.

Recentemente, o TecMundo apresentou uma matéria desmistificando motores de veículos elétricos, mais presentes do que nunca na América do Norte e na Europa. Conhecer conceitos sobre essa tecnologia — que não é nova, mas tornou-se viável nesses últimos anos — é importante para a popularização destes veículos que são tendências em todo o mundo.

Só elétricos em 2060: Senado discute proibição de veículos a combustão via TecMundo