Chamado de D28, ou "Dente Solto", o iceberg que se desprendeu da plataforma Amery, na Antártica, possui uma área de 1.636 km², maior que a cidade de São Paulo. Com 315 bilhões de toneladas, o grande cubo de gelo passou a ser monitorado a partir do momento em que se desprendeu da plataforma, pois pode implicar riscos ao transporte marítmo no futuro.

Foto do satélite europeu mostra o desprendimento do bloco de gelo. (Fonte: Copernicus/Divulgação)
Foto de satélite europeu mostra o desprendimento do bloco de gelo. (Fonte: Copernicus/Divulgação)

O desprendimento do iceberg está relacionado com as mudanças climáticas?

Acredita-se que, nesse caso específico, não, uma vez que cientistas previram que o desprendimento da rocha de gelo aconteceria entre 2010 e 2015, mas ocorreu apenas este ano. Segundo pesquisadores, o acontecimento é natural e possibilita o equilíbrio e a manutenção entre os oceanos e as plataformas de neve.

Para se ter ideia, a Amery é a terceira maior plataforma de gelo do planeta, além de ser um canal de escoamento de extrema importância para o leste do continente. Embora seja um processo natural, o desprendimento de icebergs deve ser acompanhado de perto, especialmente por navegantes.

Estima-se que o D28 será levado pelos ventos e correntes da Antártica em direção ao Oeste, e levará muitos anos para derreter totalmente.