Algumas descobertas arqueológicas se mostram impressionantes. Um local na Turquia, conhecido como Göbekli Tepe, revela estruturas muito curiosas que apresentam aos estudiosos informações sobre uma idade remota. Por lá, os arqueólogos puderam notar que as famigeradas estruturas circulares indicam que o templo mais antigo do mundo conhecido até hoje tenha sido construído a partir de um plano geométrico bem desenhado previamente e com muita precisão.

Para desvendar os mistérios que a região envolve, os arqueólogos Avi Gopher, professor do Departamento de Arqueologia e Civilizações Antigas do Oriente Próximo da Universidade de Tel Aviv, e o doutorando Gil Haklay, da mesma instituição, se aprofundaram em estudos utilizando um algoritmo de computador que pudesse analisar de forma certeira a arquitetura do local, sobretudo o que ainda estava escondido no subsolo.

(Gil Haklay/Reprodução)(Gil Haklay/Reprodução)

Conforme o avanço das pesquisas, os especialistas mediram as distâncias entre alguns dos pilares e puderam concluir que os que estavam mais ao centro eram alinhados exatamente com o ponto médio das estruturas circulares. Nesse sentido, eles também puderam perceber que, ao desenhar uma linha imaginária que conectasse os pontos centrais de três das estruturas, um triângulo com todas as medidas iguais (quase perfeito) poderia se formar.

Essas descobertas sugerem, portanto, que as estruturas foram planejadas com antecedência e construídas a partir de um projeto que incluía alguns desenhos geométricos.

O templo mais antigo do mundo

O Göbekli Tepe fica no topo de uma cordilheira na Turquia, mais precisamente na região sudeste do país. O templo mais antigo do mundo teria sido construído entre 11 mil e 12 mil anos atrás, muitos anos antes de surgirem, por exemplo, qualquer evidência de agricultura ou domesticação de animais no planeta. Nesse sentido, os pesquisadores acreditam que os indivíduos neolíticos chamados de caçadores-coletores tenham feito parte de sua criação.

Segundo Avi Gopher, o que mais impressiona nesse templo, que antecede à construção do Stonehenge por cerca de seis mil anos, é "um desvio do modo de vida de caça e coleta". E os pilares em forma de T do local também impressionam, já que aparecem esculpidos com diversas figuras místicas com símbolos que lembram animais.

(Fonte: Wikipedia)(Fonte: Wikipedia)

Os especialistas acreditam que muita história ainda está escondida no subsolo do local que pode revelar muito mais a respeito dos métodos de criação e também daqueles que o construíram. Desde que 1994, quando o arqueólogo alemão Klaus Schmidt descobriu o Göbekli Tepe, muitas indagações foram feitas acerca da região, sobretudo nas teorias que envolvem as questões religiosas do período. Vale lembrar que, por enquanto, é consenso que a religião, de forma organizada, só teria aparecido quando as culturas da época passaram a adotar a agricultura como prática.

Para o antropólogo Tristan Carter, da Universidade McMaster, que não participou dessa pesquisa em específico, a história de origem do local é bastante notável, pois revela algumas questões complexas que as pessoas da época não deveriam ser capazes de fazer. Nesse sentido, somente um aprofundamento nos estudos com relação a este templo antigo poderá fornecer ao mundo maiores informações a respeito dos nossos antepassados.