Provavelmente você já presenciou alguém com seu cãozinho de estimação falando coisas como: “vem com a mamãe” (ou com o papai), tratando o bichinho como um bebê. Pois saiba que os animais podem realmente sentir como se os seus donos fossem os seus próprios pais, segundo foi relatado em uma pesquisa divulgada na revista científica PLOS ONE.

O estudo, realizado por especialistas da Universidade de Medicina Veterinária de Viena, na Áustria, investigou a conexão existente entre cães e seus donos, encontrando fortes semelhanças com a relação entre pais e filhos em seres humanos.

De acordo com o site Science Daily, além de comprovar a necessidade natural de estabelecer relações com sua própria espécie, os animais domésticos são capazes de se conectar de forma ainda mais intensa com a sua figura (materna ou paterna) mais presente, que são os seus donos.

Cadê meu pai?

Fonte da imagem: Shutterstock

A pesquisa, liderada pela veterinária Lisa Horn, foi realizada com 22 cães e mostrou um aspecto chamado “efeito da base segura”, que acontece na ligação entre seres humanos e cães, sendo um fator encontrado nas relações humanas entre pais e filhos quando a criança busca seu pai ou mãe para interagir com o ambiente.

Dessa forma, a pesquisadora examinou as reações dos cães em três grupos com condições diferentes: com o "dono ausente", "dono em silêncio" e "dono encorajador". Nos testes, os cães deveriam brincar com alguns itens e teriam um petisco como recompensa.

Os resultados mostraram que, quando os seus donos não estavam, os bichinhos ficavam desanimados e nem se interessavam em brincar para ganhar comida como acontecia quando os seus “pais” estavam presentes.

Não adianta me enganar

Fonte da imagem: Shutterstock

A pesquisadora também fez um teste colocando um estranho no lugar do dono e o resultado foi o mesmo: cachorro triste e nada de brincar para ganhar um petisco. Os cães ficavam muito mais motivados e confiantes apenas quando seu dono estava por perto. Depois acham que cachorro não tem sentimentos...