Imagine que você investe milhões na instalação de uma indústria e, depois de ter tudo pronto para iniciar as operações, descobre um gigantesco problema envolvendo justamente a matéria-prima essencial para o funcionamento do seu negócio. O que você faria? De acordo com o KOTTKE.ORG, uma situação parecida ocorreu com um grupo paquistanês, e a atitude dos empresários pode servir de lição e ser aplicada em diferentes situações.

A indústria em questão, chamada Karnaphuli Paper Mills, foi construída especialmente para explorar as vastas florestas de bambu localizadas em uma região ao leste do Paquistão. Contudo, devido ao mau planejamento e à falta de conhecimento, logo após a instalação da fábrica os bambus começaram a morrer — como parte de um ciclo natural recorrente a cada 50 anos —, deixando os empresários sem ter com o que trabalhar.

Resposta positiva

Fonte da imagem: shutterstock

Obviamente, os proprietários da Karnaphuli Paper Mills desconheciam esse processo natural das plantas e, em vez de se deixarem abater, fecharem as portas, declararem falência e esperarem o pior — afinal, em vista do problemão... —, o mais impressionante foi a atitude que adotaram em resposta a essa crise.

Os operadores rapidamente buscaram novos fornecedores para a matéria-prima necessária e desenvolveram uma rede de abastecimento, tirando proveito das inúmeras vias navegáveis que existem pelo país. Além disso, a Karnaphuli iniciou um programa de pesquisa para encontrar outras espécies de bambu — com desenvolvimento mais rápido — para reflorestar a região, e o resultado foi uma maior diversidade e oferta de materiais com os quais trabalhar.

Moral da história

Fonte da imagem: shutterstock

Se o pessoal da fábrica não tivesse planejado mal o negócio e a crise não tivesse ocorrido, eles não teriam sido obrigados a usar a criatividade e a encontrar uma solução para o problema. Como consequência, a Karnaphuli Paper Mills não teria se tornado tão importante quanto é agora.

E apesar de este parecer ser um caso isolado, a verdade é que podemos aprender uma importante lição de tudo isso. A criatividade na hora de solucionar problemas sempre nos pega de surpresa, pois, sejamos sinceros, normalmente evitamos ficar envolvidos em situações que requeiram muito esforço para dar certo.

Portanto, a única forma de exercitar a nossa “genialidade” é quando calculamos mal os riscos e somos obrigados a encarar os problemas. Além disso, nunca se esqueça de que uma atitude positiva — e proativa — diante das adversidades pode sim transformar o fracasso em sucesso.