Nós já contamos para você o que acontece com o cérebro de quem leva um pé na bunda, e é senso comum acreditarmos que, quando um relacionamento acaba, quem sofre mesmo são as mulheres. Acontece que senso comum, como já se sabe, nem sempre condiz com a realidade.

Uma pesquisa divulgada pelo jornal britânico The Independent revelou que, na verdade, são os cuecas quem mais se dão mal quando a paixão chega ao fim – pelo menos quando consideramos questões relacionadas ao tempo. Basicamente um grupo de pesquisadores descobriu que, enquanto as mulheres sentem o fim do relacionamento de maneira mais intensa, os homens são os que ficam tristes por mais tempo.

De acordo com o pesquisador Craig Morris, da Universidade de Binghamton, isso ocorre por questões biológicas. Ele explica que, para as mulheres, é ruim namorar a pessoa errada, então por isso elas conseguem aceitar o fim de um namoro e começam a escolher outra pessoa com mais facilidade.

“Mulheres evoluíram para investir muito mais em um relacionamento do que os homens. Um breve encontro romântico pode resultar em nove meses de gravidez enquanto que o homem pode ‘sair de cena’ literalmente alguns minutos depois do encontro”, pondera o pesquisador.

Em seu estudo, Morris avaliou as respostas dadas por 5.705 pessoas de 96 países diferentes. Elas falaram sobre níveis de investimento emocional e dor com relação ao fim de um relacionamento – nesse aspecto, as mulheres parecem investir mais na relação e, quando ela acaba, sentem mais dor.

Como são mais seletivas na hora de encontrar um bom parceiro, as mulheres parecem superar o término com mais facilidade, até porque contam com a ajuda de seus amigos – inclusive na hora de encontrar um novo candidato ou uma nova candidata à vaga que acabou de abrir.

Os homens, por outro lado, são competitivos, e isso se reflete na hora de encontrar uma nova pessoa para namorar. Nesse sentido, quando eles perdem a mulher que consideravam perfeita, podem ficar na foça por meses ou até anos. Então, em resumo, podemos dizer que a mulher sofre muito com o fim do relacionamento, mas por pouco tempo; já o homem sofre de maneira mais branda, mas por muito mais tempo.

Além dessas informações, Morris nos chama a atenção para o fato de que as mulheres têm mais a perder quando estão com o parceiro errado. Segundo ele, é por isso que quem coloca um ponto final no relacionamento amoroso geralmente é a mulher – nos EUA, 70% das relações que acabam em divórcio chegaram ao fim por decisão das mulheres.

*Publicado em 17/08/2015