1. Após felicitar o aniversariante, envergonhado, você entrega seu presente de R$ 19,90 e sussurra: “Desculpa, é só uma lembrancinha!”

2. Depois, você é obrigado pela boa etiqueta que mamãe lhe ensinou a cumprimentar uma multidão de desconhecidos

3. Passadas as obrigações sociais, vem um dos grandes momentos do dia: a descoberta da mesa dos comes e bebes. Me desculpem, mas quem tem fome vai à festa!

4. (Pausa para o momento de contemplação das coxinhas carnudas e dos brigadeiros de Itu)

5. Se você encontra conhecidos na festa, massa! Do contrário, você é obrigado a discutir assuntos genéricos com os desconhecidos

6. Sempre tem uma criança ameaçando enfiar o dedo no bolo e correndo para lá e para cá, colocando em risco o equilíbrio da mesa onde está o banquete 

7. E um tio, com uma lata de cerveja na mão, contando que acha uma pouca vergonha alguma coisa que você já virou perito de tanto fazer

8. Eis que uma pessoa iluminada pergunta: “Vamos cantar ‘Parabéns’?”

9. Até que é interrompida por outra, de boa memória: “Mas a tia Cida ainda não chegou”

10. E nada de a tia Cida chegar. Eis que uma boa alma, escolhida por Deus para levar agilidade a este mundo de demora, fala: “Vamos cantar o ‘Parabéns’? Ela vai se atrasar”  

11. Você comemora, em silêncio

12. Cantando “Parabéns pra você”, sempre surge aquela dúvida cruel: “Vão cantar ‘Com quem será’?” 

13. Daí vem a partilha do bolo e a distribuição das fatias aos entes mais importantes. Sua autoestima entra em queda livre enquanto você não recebe a sua

14. A mesa está incrível! Decorada com os itens mais aclamados da baixa gastronomia brasileira... e 50 pessoas aguardam para se servir

15. É tanta gente em cima da bandeja de coxinhas que, na hora de fazer o seu segundo prato, só restaram eles: os preteridos quibes

16. Mas, mesmo assim, você se farta! E, lambendo os beiços, elogia o aniversariante pela escolha acertada da comilança 

17. Eis que uma tia tira da bolsa um tupperware gigante ou um pote de sorvete e começa a completá-lo com as delícias da festa

18. Já está ficando tarde, e você precisa voltar para casa. Você se despede de todo mundo e parte, satisfeito, só pensando que não seria de mau tom ter levado um tupperware

19. Você chega em casa e sua mãe — com um olhar mais apelativo que o da mãe da Maria do Bairro no leito de morte — pergunta: “Não trouxe nenhum docinho, filho?”

O que não pode faltar na sua festa de aniversário? Comente no Fórum do Mega Curioso!