Eles visitam brechós e compram o casaco mais velho que encontram. Deixam a barba crescer até que o pescoço fique todo coberto e adotam óculos de abas grossas como o “elemento-chave” de um visual excêntrico. É claro que falamos dos hispters, tribo urbana que resgata referenciais das décadas de 1960 e 1970 em um tipo de “protesto” contra os padrões culturais contemporâneos.

E não apenas o culto a discos de vinil, a bicicletas velhas ou o abandono do celular têm se transformado em marca registrada do grupo. Agora, máquinas de escrever surradas estão sendo também usadas por eles. É o que comprova uma série de fotos capturadas por internautas mundo afora.

O bater sobre as teclas em público ficou em evidência após a publicação de uma foto por meio do fórum Reddit. Postada há menos de uma semana pelo usuário nrubin999, a imagem abaixo possui mais de 2,8 milhões de visualizações. “Hispters nos dias de hoje... Apenas um dia comum no aeroporto de Seattle”, diz a legenda.

Como réplica à postagem veio à tona outro flagrante. Registrada desta vez em Portland, a cena mostra um rapaz engomado a vestimentas de lã, concentrado, digitando enquanto anda de ônibus. “Vou ver seu hipster no aeroporto de Seattle, e apresento a você meu hipster do ônibus de Portland”, escreveu darthbogart, que teve sua postagem vista por 2,7 milhões de vezes em cinco dias.

No Twitter a coisa não foi diferente. “Você já pensou sobre quando o ‘ser hipster’ acaba indo longe demais?”, publicou Lane Primeaux no microblog ao postar a foto de um rapaz usando uma máquina de escrever em um café. E você? Já flagrou seu hipster hoje?

Via Em Resumo.