Sabe aquelas histórias sobre o fim de mundo? Teremos mais uma delas para contar: na próxima semana, entre os dias 5 e 8, um asteroide de 30 metros de diâmetro vai passar perto da Terra, mas os cientistas dizem que não há motivos para preocupação.

Aliás, “perto” é modo de dizer: o asteroide, chamado 2013 TX68, passará a 5 milhões de quilômetros do nosso planeta, uma distância 13 vezes maior do que a da Terra até a Lua. Pode parecer bastante (e, de fato, é), mas as primeiras estimativas eram de que o objeto passaria a meros 24 mil quilômetros daqui.

Se mesmo tão perto talvez não fosse tão fácil observá-lo em um telescópio, agora os especialistas explicam que isso está bem mais complicado. “Por causa da distância, ele vai estar muito mais escuro do que se imaginava anteriormente”, explica Paul Chodas, do observatório da NASA que estuda objetos próximos da Terra.

Asteroide passará relativamente perto da Terra

A divergência tão grande entre expectativa e realidade se deve ao fato de o asteroide ter sido descoberto apenas em 2013, sendo difícil prever sua trajetória exata justamente por ele não ter sido localizado anteriormente nem acompanhado seu processo evolutivo. Na época, inclusive, ele estava a 1,5 milhão de quilômetros da Terra – ainda mais perto do que as estimativas para a próxima semana.

Apesar de passar muito mais longe do que se esperava, esse asteroide é digno de nota justamente por ter demorado a ser descoberto. Ele vai se aproximar novamente da Terra em setembro de 2017 – mas as chances de nos impactar serão de apenas 1 em 250 milhões. Ufa!

***

O que você faria se um asteroide fosse colidir com a Terra e acabar com o nosso planeta? Comente no Fórum do Mega Curioso