Falar em Holocausto é falar sobre uma das marcas mais tristes da humanidade, e isso é simplesmente inegável. Hoje, no entanto, quando outros países comemoram o Valentine’s Day, que é equivalente ao nosso Dia dos Namorados, o Metro divulgou uma história de amor que derrete o coração de qualquer pessoa e que, por incrível que pareça, tem a ver com essa época sombria da História do mundo.

Quando que centenas de milhares de pessoas foram mortas em campos de concentração, a húngara e judia Edith Steiner tinha 20 anos de idade. Felizmente, ela teve a sorte de estar entre muitos dos prisioneiros que conseguiram a fugir de Auschwitz graças à ajuda de um soldado, John Mackay, que tinha 23 anos.

Depois, em um lugar onde os sobreviventes fizeram uma festa, Edith só tinha olhos para John, que era muito tímido para se aproximar dela. A timidez era tanta que o soldado pediu para que um amigo perguntasse a Edith se ela gostaria de dançar com ele – a dama, por sua vez, disse que só aceitaria o pedido se fosse feito pessoalmente e não através de terceiros.

Final feliz

John, que se arriscou para salvar prisioneiros, chegando até a se vestir com a roupa do inimigo, precisou respirar fundo para se aproximar da moça com a qual queria dançar. E, felizmente, ele teve mais um grande ato de coragem e levou Edith para o meio do salão.

A aproximação dos dois terminou em um casamento, realizado no dia 17 de julho de 1946, e do casamento vieram dois filhos, sete netos e cinco bisnetos. Depois de aposentados e de uma vida feliz, foram viver em uma casa de repouso em Dundee, na Escócia.

Felizes e apaixonados, os dois poderão comemorar mais um Dia dos Namorados passado ao lado um do outro – e fazem questão de lembrar aos mais novos que é importante manter o romantismo do casal durante todo o ano, não apenas no dia 14 de fevereiro.

De acordo com a coordenadora da casa de repouso onde o casal vive, Pamela Shaw, os dois se tratam com apelidos carinhosod e ficam sempre ao lado um do outro. “Nós vamos fazer uma pequena festa para todos os nossos residentes neste Valentine’s Day, então é adorável ter um exemplo tão real de amor com a gente em casa”, resumiu ela.