Dica do dia: esteja sempre preparado para entrar em um supermercado. Sim, o paraíso dos alimentos está repleto de armadilhas que podem transtornar qualquer ser humano.

Que se manifeste nos comentários desse artigo quem nunca gastou além da conta com gostosuras desnecessárias. Pode ser aqueles dois pacotes de salgadinho a mais, os pães doces feitos na hora e até aquela promoção “pague dois, leve três” que consegue atrair para um produto que você nem precisa.

Pensando na melhor forma de entrar no campo de batalha e evitar armadilhas, vamos prepará-lo para as próximas jornadas em um mercado. Confira as nossas sugestões para você enxergar as arapucas do paraíso das compras.

1. Fome e mercado: evite o contato entre os dois

Primeira e mais importante regra do guerreiro que vai ao mercado fazer compras: não vá com fome. O cheiro de alguns alimentos pode fazê-lo comprar tudo (aquilo que não deve) e mais um pouco. Segundo Paco Underhill, escritor e psicólogo comportamental, quando você sente o aroma do alimento, as glândulas salivares começam a trabalhar, transformando-o em um verdadeiro caçador de comida. Saia bem alimentado de casa para pode fazer compras – depois que a fome passa, o arrependimento aparece.

2. Use fones de ouvido e ouça músicas alto astral para economizar

Assim que você entra no mercado, a primeira coisa que você escuta fora o apito dos caixas é a proposital trilha sonora de velório. De acordo com Martin Lindstrom, consultor de marketing –que trabalhou em grandes empresas como McDonald’s e Microsoft –, ouvir músicas com compasso lento pode diminuir o ritmo cardíaco. Você acaba relaxando e gastando 29% a mais de tempo na loja.

3. Fique atento ao tamanho do seu carrinho: ele pode estar aumentando

Em alguns países, o tamanho dos “veículos” de mercado aumentou em 19%, segundo Martin Lindstrom. Essa é uma estratégia utilizada para dar a impressão de que o carrinho está vazio e que o número de produtos não é suficiente. Aqui no Brasil, sempre que possível, utilize apenas a cesta de compras. Ah, fique sempre de olho no carrinho, viu!

4. Quanto mais a pessoa compra, mais ela consome

Fonte da imagem: YouTube

De acordo com o vice-presidente de marketing da Vestcom, Jeff Weidauer, mudar o volume de aquisição dos produtos pode interferir nos seus hábitos. Se você compra um engradado com seis refrigerantes para tomar durante a semana, adquirir um engradado com 12 unidades pode fazê-lo aumentar o consumo. Tome cuidado para não mudar os seus hábitos para pior!

5. Cerca de 80% dos produtos que você adquire estão presentes toda semana no seu carrinho

Lembre-se de guardar sempre a nota dos produtos que você adquiriu – dica do especialista e editor do site supermarketguru.com, Phil Lempert. Não, não deixe no canto do caixa a notinha que você recebeu; dessa forma, você vai poder ver quanto pagou no produto na última semana e se ele se encontra com desconto no período atual. Se o preço do alimento que não pode faltar na sua casa estiver menor, aproveite para adquiri-lo em maior quantidade – mas fique atento ao prazo de validade.

6. Um aglomerado de pessoas pode fazê-lo gastar mais

Segundo Phil Lempert, alguns estudos apontam que, quando o mercado está cheio de pessoas comprando, você pode ser influenciado. Evite fazer compras quando a loja estiver cheia (ou seja, aos sábados e domingos). Ir ao mercado com os amigos também pode ser uma péssima influência, viu? Pelo menos peça para eles dividirem a conta!

7. Estreitando para evitar desistências

Fonte da imagem: Canal FOX

Martin Lindstrom afirma que 60% das pessoas desistem de algum produto durante a etapa de pagamento – naquela hora de colocar os itens na esteira. Coincidência ou não (claro que não), as redes de mercado estão disponibilizando esteiras estreitas com menos espaço para evitar a desistência do consumidor. Ao empilhar os produtos na plataforma encolhida, fica mais difícil retirá-los.

Lembre-se de prestar atenção nos itens que estiver colocando na esteira para não deixar passar algo desnecessário ou que já esteja presente em grande quantidade no carrinho. Enquanto estamos fazendo compras no meio das prateleiras cheias de produtos atraentes, é comum pegar algo por impulso.

Compartilhe a sua técnica conosco

Se você conhece alguma outra dica e quer compartilhar conosco, deixe o seu comentário abaixo. Vamos compartilhar algumas técnicas! Só não vale dizer que a sua estratégia é ir ao mercado sem dinheiro; assim também fica fácil, né?